Três pessoas morreram e várias ficaram feridas na explosão de uma bomba num edifício próximo de Banguecoque, Tailândia, indicou hoje, terça-feira, a polícia.

O engenho explodiu ao final da tarde (hora local), no segundo andar de um prédio de habitação de cinco andares, na província de Nonthaburi, a Norte de Banguecoque.

"Trata-se certamente de uma bomba", indicou um porta-voz da polícia nacional, general Prawut Tawornsiri.

O Governo prolongou hoje por mais três meses o estado de emergência em vigor desde 7 de Abril na capital e em três províncias dos arredores, incluindo Nanthaburi.

"De momento, não podemos dizer qual é o tipo de bomba. Mas era certamente potente, dado que fez estragos num superfície considerável", acrescentou o porta-voz, indicando que o balanço de vítimas ainda pode aumentar.

As autoridades encontraram três corpos e suspenderam as buscas até ao nascer do dia, receando o desmoronamento do edifício.

Várias bombas de fraca potência e granadas explodiram em Banguecoque nas últimas semanas, relançando o debate sobre a continuação do estado de emergência que dá às forças da ordem poderes acrescidos, permitindo deter suspeitos durante 30 dias sem ordem judicial.

A Tailândia viveu uma crise política entre Março e Maio passado, com milhares de manifestantes nas ruas, os "camisas vermelhas", a exigir a demissão do Governo e a realização de eleições antecipadas.

A crise, a mais grave dos últimos tempos, deixou 91 mortos e 1900 feridos.

JN