TMN lança Samsung Galaxy Tab, com assinatura gratuita do semanário Expresso e licença de navegação NDrive vitalícia

Depois de em Julho deste ano ter inaugurado, com o Samsung Galaxy S, uma nova classe de smartphones vocacionada para uma experiência de utilização integrada, inovadora e inteligente, a TMN introduz no mercado o Samsung Galaxy Tab, um equipamento que garante a evolução do smartphone para o tablet permitindo sem paralelo o acesso à Internet, a aplicações e conteúdos em mobilidade.

Para além de todas as características ideais para a navegação Web e o acesso a conteúdos multimédia, o Samsung Galaxy Tab da TMN apresenta-se como uma verdadeira mais-valia já que inclui de forma gratuita a assinatura digital do semanário Expresso. Ao longo de um ano, os clientes da TMN que tiverem adquirido um Samsung Galaxy Tab vão poder aceder todas as semanas, onde quer que se encontrem, às páginas do Expresso no ecrã do seu tablet.

Adicionalmente, o Samsung Galaxy Tab da TMN incorpora em exclusivo uma licença de navegação NDrive vitalícia, com o mapa de Portugal e Ilhas e ainda informações de trânsito, tornando-o ainda mais útil quando em mobilidade.

Revelando uma forma alternativa de armazenamento de informações, quer profissionais, quer de lazer – fotos, vídeos, músicas, e-books, ficheiros –, o Samsung Galaxy Tab da TMN apresenta-se como o equipamento ideal para, em casa, aceder às redes sociais ao mesmo tempo que se vê televisão ou, em plena mobilidade, entrar na Internet, abrir um e-book, ouvir uma música, efectuar um pagamento, consultar um ficheiro ou tirar partido de uma das milhares de aplicações, incluindo jogos, disponíveis no Android Market.

Ao nível das especificações técnicas, destacam-se no Samsung Galaxy Tab a Plataforma Android 2.2, o acesso à Internet 3,5G, com velocidades de download até 7,2 Mbps e upload até
5,76 Mbps, acesso a redes sociais, e-mail, Instant Messaging e integração com calendário (Google, Facebook, Outlook). Caracterizam ainda o Samsung Galaxy Tab o ecrã táctil WSVGA (600 X 1024) de 7’’, a câmara fotográfica de 3,2 Mpx com autofocus e flash LED, Suporte Flash e Multi Touch, o processador de 1GHz, a memória interna de 16GB, o slot para cartão de memória microSD até 32GB e capacidade para realizar chamadas de voz e vídeo.

O Samsung Galaxy Tab encontra-se em pré-registo em TMN / voz móvel, banda larga móvel e venda de telemóveis e demonstração num conjunto de lojas PT Bluestore de Norte a Sul do país.

De salientar que a TMN foi o primeiro operador português a lançar tarifários e cartões micro-SIM para equipamentos tablet, os quais vieram desde a sua introdução em Portugal em Maio a revelar-se um verdadeiro sucesso de vendas. Foram assim lançados pela TMN dois tarifários para diferentes tipos de utilização, permitindo uma plena utilização de todas as funcionalidades e capacidades dos equipamentos tablet: navegação na Internet, acesso a aplicações/widgets, utilização de e-mail, downloads, entre outros.

Para uma utilização regular, está disponível o tarifário internetPad com 1GB de plafond (14,90 euros). Para uma utilização mais intensiva, a TMN disponibiliza o tarifário internetPad ilimitado, com plafond de tráfego ilimitado (a partir de 29,90 euros). Adicionalmente será apresentado um tarifário de voz, específico para ser utilizado com os tarifários de dados internetPad
(0,20 cêntimos / minuto entre TMNs e 0,35 cêntimos / minuto para outras redes).

A Portugal Telecom, através do Sapo, esteve ainda na linha da frente no desenvolvimento de aplicações para o iPad, tendo sido a primeira empresa portuguesa a conceber uma aplicação de raiz para estas plataformas e equipamentos emergentes. Os utilizadores podem por exemplo fazer download da Banca Sapo, procurando pelo nome da aplicação na App Store e ter acesso, diariamente, às capas da grande maioria das revistas e dos jornais portugueses, assim como aos principais títulos internacionais.

A TMN reforça, com o Samsung Galaxy Tab, o seu compromisso enquanto líder no sector das telecomunicações móveis em Portugal, dando mais um passo fundamental no sentido da democratização do acesso à Internet em mobilidade e aos vastíssimos universos das aplicações e conteúdos móveis.
Fonte