As autoridades iemenitas apreenderam 26 pacotes suspeitos de conterem explosivos e interrogaram empregados da secção de carga de uma companhia aérea no aeroporto internacional de Sanaa.

"Vinte e seis pacotes suspeitos foram apreendidos pelas autoridades e estão neste momento a ser examinadas", disse uma fonte citada pela Agência France Presse.

Paralelamente, "alguns empregados da empresa de carga área foram detidos para interrogatórios", acrescentou a mesma fonte sem precisar o número de detenções.

As apreensões e detenções fazem parte de um inquérito aberto pelas autoridades do Iémen após a intercepção no Dubai e na Grã-Bretanha de pacotes contendo explosivos provenientes daquele país.

Na manhã de hoje, sábado, um porta-voz oficial anunciou a abertura de um inquérito, afirmando que "o Iémen continuará a empregar todos os seus recursos na luta contra o terrorismo em colaboração com a comunidade internacional".

De momento a representação local da companhia norte-americana UPS em Sana cessou a recepção de encomendas, indicaram os seus clientes.

JN