Dois jovens galegos de 15 anos, aborrecidos com o Facebook e o Twitter, resolveram criar uma nova rede social, só para adolescentes. Pervi.es (PERfil VIrtual) foi criada em apenas cinco dias e está online desde sábado. Adrián Álvarez Figueroa e Samuel Rodríguez foram os dois jovens prodígio da programação que chegaram à conclusão de que os jovens da Galiza precisavam de uma rede própria. Dito e feito. Em apenas cinco dias, passaram da teoria à prática e, hoje, quinta-feira, a rede criada no sábado já conta com mais de 300 utilizadores.



Em entrevista ao jornal "La Voz de Galicia", Samuel explica que os dois criadores estavam "cansados das redes actuais" e, por isso, decidiram "criar outra, que esteja à altura do que os utilizadores pretendem". Para tal, decidiram perguntar aos amigos da mesma idade o que procuravam numa rede social. Com base nas respostas, fundaram Pervi, (nome, também ele, sugerido pelos utilizadores).



O lema é simples: "De e para jovens". Por isso mesmo, o espaço é destinado a adolescentes e são eles que comandam os destinos da rede social. Ainda em fase de aprimoramento, o contributo dos utilizadores registados vai sendo fundamental no desenvolvimento da plataforma. "Todos podem opinar, criticar e dar novas ideias num chat colectivo", diz Samuel.



Para além de conseguirem participar activamente na construção da rede, os adolescentes registados também têm acesso a um sistema de pontos, que vão acumulando à medida que vão submetendo fotografias ou comentários. Quem mais pontos tiver, mais alto se encontra no ranking.



A rede está, para já, disponível em castelhano e inglês, mas o objectivo, revela Samuel, é "conquistar, também, o mercado anglosaxónico". "Dentro de uma semana a rede estará disponível em galego e poderá ser usado até mesmo em Portugal", avança o jovem.
.

JN
____