Um pacote contendo explosivos deixado por um desconhecido numa empresa de correio expresso em Atenas explodiu hoje, segunda-feira, provocando apenas um ferido ligeiro.

A explosão não terá tido grande potência, segundo a polícia, citada pela AFP., tendo acontecido quando um funcionário abria o pacote, que terá sido entregue por um jovem, numa empresa de Pangrati, no centro de Atenas.

A polícia ainda não identificou para quem era destinado o pacote.

Um método semelhante foi utilizado para assassinar, em Junho do ano passado, o ministro responsável pelas forças de segurança, Mihalis Chryssohoidis.

Na altura, o pacote foi enviado para a sua residência oficial, mas foi levado para o Ministério por um dos seus colaboradores e não foi sujeito a qualquer controlo, tendo explodido quando o político o abria, no seu gabinete.

As autoridades gregas têm sido confrontadas com persistentes ataques da parte de grupos extremistas, a maioria sem gravidade, reivindicados, ou imputados pela polícia, a grupos de extrema-direita ou anarquistas.

JN