As autoridades venezuelanas resgataram um comerciante de nacionalidade portuguesa que estava sequestrado, desde a noite de domingo, na localidade de Los Teques, do Estado venezuelano de Miranda.

O resgate foi realizado no âmbito de um operação conjunta entre funcionários da Guarda Nacional Bolivariana (polícia militar) e do Corpo de Investigações Científicas, Penais e Criminalísticas (Cicpc, antiga Polícia Técnica Judiciária).

Segundo o comissário Carlos Rodríguez, director do Cicpc, o comerciante Juan Bautista de Abreu da Silva, 49 anos, tinha sido sequestrado pelas 21 horas locais de domingo (2.30 horas de segunda-feira em Lisboa) no quilómetro 23 da estrada Panamericana, que liga a cidade de Caracas àquela localidade, em frente de uma loja de peças para viaturas, por vários indivíduos armados.

O comerciante foi resgatado de uma casa sem número localizada em La Matica (Los Teques), numa acção em que foi detido um menor e outras duas pessoas de 24 e 20 anos, todos de nacionalidade venezuelana.

Durante o resgate a polícia confiscou uma pistola Browning calibre 99 mm com os números de série raspados, um revólver marca Danis calibre 38, um carregador e vários cartuchos.

Segundo o Cicpc os raptores exigiam um milhão de bolívares fortes - aproximadamente 167.300 euros - pela libertação do empresário.

JN