O orçamento de Estado proposto pelo Governo para 2011 «é mau», afirmou Miguel Macedo na Assembleia da República, responsabilizando o Governo pela situação de austeridade e pelos números incluídos na proposta de lei de Finanças.
«Foi penoso ouvir o discurso» (do primeiro-ministro) na abertura do debate, na generalidade da proposta do Orçamento de Estado para o próximo ano (OE2011), expressou o chefe da bancada parlamentar dos sociais-democratas.

Este orçamento «vai penalizar os portugueses de forma indiscriminada». Este orçamento «não é de coragem», é apenas resultante de «estado de emergência» criada pelo governo, rematou o chefe da bancada social-democrata para depois conceder que a proposta de lei de Finanças é «exigente».

Neste contexto, e depois de desfiar críticas ao desempenho orçamental desde 2009, Macedo avisou: se por incompetência, irresponsabilidade ou incapacidade, o governo falhar (na execução do OE2011), «a responsabilidade é exclusivamente sua».

O PSD «não pretende dar mais nenhuma oportunidade a este governo», anunciou Miguel Macedo.


dn.