A preferência pela utilização de tecnologia Microsoft levou a Google a processar o Departamento do Interior norte-americano
O processo deve-se ao facto de a Google considerar que as suas tecnologias são preteridas nos concursos públicos lançados por este organismo em detrimento das da concorrente.

Para esta preferência, o Departamento do Interior alega razões de segurança, referindo que a Microsoft tem uma política de «reforço da segurança», mas a Google contesta e apresenta mesmo o facto da Google Apps for Government ter sido a primeira solução de cloud computing a obter a certificação de segurança do Governo Federal.

Outro argumento apresentado a favor da Google prende-se com a facto de Vivek Kundra, que é actualmente Chief Information Officer dos EUA, ter, em 2008, quando era responsável pela área tecnológica no distrito de Columbia, ter optado por tecnologia Google.

sol.sapo.pt
__________