Um homem, de 47 anos, suicidou-se depois de ter tentado matar. a ex-companheira, de 32 anos, na localidade de Silveiras, em Montemor-o-Novo. A mulher ficou gravemente ferida e foi evacuada de helicóptero do INEM para um hospital de Lisboa.

O crime, alegadamente provocado por motivos passionais, ocorreu cerca das 11 horas. Na companhia de uma amiga, a mulher deslocou-se num táxi, à casa onde durante muitos anos viveu com o homem. Era sua intenção, apurou o JN, "ir buscar umas roupas" quando foi surpreendida pelo agressor, que estava escondido no interior da habitação.

Ao ver a ex-companheira, o indivíduo "tentou matá-la com um tiro disparado de uma arma de caça", revelou fonte da GNR, que esclareceu que aquela corporação foi "alertada para a tentativa de homicídio" cerca das 11,15 horas.

A mesma fonte acrescentou que o indivíduo "suicidou-se" com a mesma arma, talvez "pensando ter morto a mulher", que acabou por ser atingida na zona da coluna.

Face ao estado grave em que se encontrava, a mulher foi transportada para o Hospital de S. José, em Lisboa, por um helicóptero do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM).
A tentativa de homicídio seguida de suicídio ocorreu no Monte de Courela do Anel, já dentro do limite geográfico de Silveira, localidade que é dividida pela EN 4, que liga Montemor-o-Novo a Vendas Novas.

Sob anonimato, um vizinho do indivíduo, referiu que "não existiam queixas de violência doméstica", mas que as "acaloradas discussões" ocorriam com regularidade na habitação, o que terá levado a mulher a abandonar o lar.

Informação veiculada pelo CDOS, deu conta que estiveram no local do incidente, quatro bombeiros e duas ambulâncias dos voluntários de Montemor-o-Novo.

JN