O papa Bento XVI e o vice-primeiro ministro espanhol, Alfredo Pérez Rubalcaba analisaram hoje, sábado, a situação económica e as preocupações de ambos sobre o impacto da crise nos sectores sociais mais vulneráveis.

Fontes da presidência do Governo espanhol explicaram que esse foi o tema que dominou o breve encontro que Rubalcaba manteve com Bento XVI à chegada do pontífice ao aeroporto de Santiago de Compostela, hoje, no inicio de uma viagem de dois dias a Espanha.

Nesse encontro Rubalcaba transmitiu a Bento XVI a "total colaboração" de Espanha na organização da Jornada Mundial da Juventude (JMJ), que em Agosto de 2001 tratará novamente o papa ao país, desta feita a Madrid.

O número dois do Governo espanhol ofereceu a Bento XVI um fac-símile do "o libro das horas", um dos textos mais importantes da colecção da Biblioteca Nacional espanhola.

A obra, com ilustrações em 320 das suas 333 páginas, pertenceu a Carlos V que o terá recebido como presente enquanto jovem.

Pelo seu lado, Bento XVI ofereceu a Rubalcaba uma medalha criada por ocasião da viagem a Espanha que numa das faces mostra a efígie do papa, com a inscrição "Pont Max" e na outra imagens da catedral de Santiago de Compostela e da Sagrada Família em Barcelona.

JN