Página 18 de 44 Primeiro ... 817 18 1928 ... Último
  1. #256
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão Carlos Sainz lidera etapa equilibrada


    Equilíbrio é a nota dominante na etapa de hoje do Argentina-Chile Dakar! Carlos Sainz lidera a tirada, mas apenas com um segundo de avanço para Nasser All-Attiyah, confirmando-se que os homens dos ralis dão cartas neste Dakar, pois o percurso é-lhes favorável. Pelo menos até aqui.
    Carlos Sainz lidera etapa equilibrada -

    Na terceira posição roda Giniel de Villiers, mas já a 1m17s do seu companheiro de equipa, oito segundo na frente de Dieter Depping, noutro VW. O primeiro Mitsubishi é o de Stéphane Peterhansel, a 1m39s do líder provisório da etapa.

  2. #257
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão Argentina-Chile Dakar 2009: 4ª Etapa


    Hélder Rodrigues 8º, Marc Coma mais líder
    Como se esperava, Marc Coma dilatou a sua liderança, alargando para 42m57s a diferença para o segundo classificado, que é agora o norte-americano J. Street, piloto que logrou ascender de quinto para segundo na geral.
    Hélder Rodrigues 8º, Marc Coma mais líder -

    O piloto da KTM Repsol foi o mais rápido à passagem por todos os controlos horários, chegando mesmo a ter uma margem de mais de dois minutos e meio para Cyril Després, que no final conseguiu reduzir para 1m17s as perdas para o líder da prova. De qualquer modo, perda relativa, já que o francês foi quem mais ascendeu na classificação, que com a segunda posição na etapa, logrou passar de 21º...para 10º.

    David Fretigne caiu de segundo para terceiro, enquanto J. Villadoms ascendeu da sexta à quarta posição.

    Hélder Rodrigues foi 13º na etapa, e com isso passou a ocupar a oitava posição da geral. Uma boa tirada do jovem piloto da Lagos Team, que chegou a passar na sexta posição nos controlos de passagem.

    Já Paulo Gonçalves foi 15º na etapa, facto que lhe permitiu ascender à posição anteriormente ocupada por Rodrigues, a 13ª. Dos restantes portugueses falaremos mais tarde.

    AS

  3. #258
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão Luta Carlos Sainz e Al-Attiyah ao rubro


    Carlos Sainz e Nasser Al-Attiyah voltaram a dar espectáculo, numa etapa onde os dois pilotos oriundos dos ralis terminaram separados apenas por seis segundos, o que significa que o espanhol dilatou a margem que o separa do qatari, colocando-a em 3m46s.
    Luta Carlos Sainz e Al-Attiyah ao rubro -

    A dupla voltou a ser a protagonista da tirada, de tal forma, que o terceiro classificado, Luc Alphand, terminou a 2m24 de Sainz, e Alphand era apenas 10º. Quem mais perto estava dos dois homens da frente quedou-se por posições mais modestas o que significou ainda mais atraso na geral. Agora, estão todos, para lá da dezena de minutos do espanhol da VW, deixando, cada vez mais, para Sainz e Attiyah as despesas da corrida.

    Fosso acentua-se

    Há muita prova ainda pela frente e no Dakar, não é novidade para ninguém que tudo pode suceder, em qualquer momento, mas a verdade é que os sinais, oriundos, especialmente da Mitsubishi não são famosos.

    Na geral, Giniel de Villiers manteve a terceira posição, na frente do primeiro Mitsubishi, o de Stéphane Peterhansel que foi apenas oitavo na especial de hoje. O francês está já a 15m41 de Sainz. Nani Roma é quinto, quatro minutos atrás do seu companheiro de equipa.

    No top 10 rodam ainda Mark Miller, em VW, que está muito perto de Nani Roma, enquanto Orlando Terranova está a ter uma boa prestação, classificado apenas a quatro minutos do americano da VW, e na frente de Luc alphand e Robby Gordon.

    A informação sobre os portugueses, só poderá ser conhecida bem mais tarde.

  4. #259
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão Hélder Rodrigues: "Sinto que estou a andar a um bom ritmo"


    Hélder Rodrigues continua em boa forma, dando sequência à sua prestação na etapa de ontem. O piloto Lagos Team/TMN, que chegou a rodar, por diversas vezes, perto do top 5, concluiu a especial na 13ª posição ganhando mais cinco lugares na tabela geral das motos, situando-se agora no oitavo lugar.

    Para surpresa de todos, a etapa teve de ser encurtada em 78 quilómetros, por razões administrativas, passando a especial a ter 380 quilómetros, e foi novamente dominada pelo espanhol Marc Coma em KTM.

    Disputada no mesmo troço da véspera, a caravana do Dakar voltou a rodar nos já conhecidos percursos da Patagónia e da Pampa, numa etapa rápida onde os participantes redobraram de atenção para evitar as muitas zonas traiçoeiras e de pedra, que estiveram na ordem do dia.

    Cortando o CP1 na 11ª posição, "colado" ao holandês Visser que fechou o "top ten" no único check-point do dia, Hélder Rodrigues continua a ser o melhor português em prova, repetindo o ritmo confiante.

    Após mais uma etapa, difícil, o piloto patrocinado pela TMN comentou: "Esta foi mais uma etapa a "sério", onde andei muito rápido na parte inicial para abrandar depois na zona final devido ao piso mais agressivo, com muita pedra e pó. Sinto que estou a andar a um bom ritmo e só posso estar satisfeito por ocupar agora o oitavo lugar da geral."
    Acrescentou ainda "A especial era muito técnica, com muita navegação mas devido ao muito pó perdi-me por duas vezes mas não me atrapalhei e mantive um ritmo regular até ao fim".

    Classificação da quarta etapa (motos)
    1.º Marc Coma em 4h 9min 32s
    2.º Cyril Despres, a 1min 17s
    3.º Jonah Street, a 1min 21s
    ...
    13.º Hélder Rodrigues, a 16min 31s
    Classificação geral após 4 etapas (motos)
    1.º Marc Coma em 14h 41 min 21s
    2.º Jonah Street, a 42min 57s
    3.º David Frétigné, a 43min 42s
    ...
    8º Hélder Rodrigues, a 1h 23min 04s

    AS

  5. #260
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão João Rosa abandona devido a queda


    João Rosa (Yamaha) teve uma estreia para esquecer no rali Dakar Argentina-Chile. O piloto de Viana do Castelo sofreu uma violenta queda hoje, no decorrer da quarta etapa, entre Jacobacci e Neuquen, devido a falha mecânica.

    A peça que liga o quadro (chassis) da sua moto à roda traseira partiu e deixou o piloto português por terra. João Rosa foi assistido no local e evacuado pelos serviços médicos da organização.

    "O braço oscilante da moto partiu-se quando ia atravessar um rio seco. A queda foi feia. Parti um pulso e fiquei sem um dedo. Não sei se os médicos o vão conseguir recuperar", explicou o piloto de 42 anos, que será operado ainda hoje. O seu regresso a Portugal está previsto para os próximos dias.

    Após duas tentativas falhadas de participar no Dakar, João Rosa conseguiu finalmente alinhar à partida da mais mítica das corridas de todo-o-terreno. Quando foi forçado a desistir, seguia já nos cinquenta primeiros e a recuperar posições.

    AS

  6. #261
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão "Sinto-me como se fosse o Maradona"


    Andrés Memi, argentino, motard com o dorsal 196, realiza o seu primeiro Dakar e está absolutamente fascinado pela paixão que os argentinos nutrem pelos desportos motorizados:

    "Aqui o futebol move massas, o basket também, mas confesso que não esperava ver tanta gente reunida à volta do Dakar.", referiu o piloto que pelos vistos nunca se apercebeu da festa popular que o Rali da Argentina proporciona por aquelas paragens:

    "O que mais me admira é o seu patriotismo! Estou sem palavras. Mesmo nos lugares mais recônditos como Jacobacci, há sempre gente a tocar-nos, animar-nos, só porque somos argentinos Há gente por todo o lado, não entendo. Sinto-me como se fosse o Maradona."AS

  7. #262
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão Dakar'2009: Impressionante

    DIÁRIO DE BORDO DOS IRMÃOS INOCÊNCIO



    "O dia foi bom, quase sempre em paisagem deserta, muito pó, claro, mas por incrível que se possa imaginar havia milhares de pessoas a assistir. A corrida até estava a correr bem mas, quando entrei num dos "oueds" com cerca de 20 km, o meu co-piloto, Paulo Fiúza, deu-me instruções para virar de direcção, não obedeci e enfiei-me num buraco. Ele ficou fulo comigo, claro! Perdemos tempo, tivemos que cavar, mas entretanto apareceu um camião, retirou-nos e prosseguimos a etapa. À chegada, deparámo-nos com um espetáculo impressionante, um enorme cordão humano de uma simpatia inigualável. Momentos que ficam no pensamento e nos dão força, para prosseguir com muito mais garra."
    FRANCISCO INOCÊNCIO

    "Parti atrás, as ultrapassagens foram muito dificeís, havia muito pó, e não há respeito nenhum pelo sentinela, o que nos coloca a todos num perigo constante. Hoje não surgiram problemas técnicos, graças a Deus! As pessoas são de uma esfuziante alegria quando passamos por elas! Estou satisfeito, consegui ser o 1.º português da etapa, o que me dá força para prosseguir a corrida mais louca do mundo!"
    NUNO INOCÊNCIO

    "Rc"

  8. #263
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão Elisabete Jacinto à porta dos 20 primeiros


    Elisabete Jacinto não baixou os braços após os azares de ontem e hoje a piloto portuguesa votou a demonstrar um bom andamento, colocando-se às portas de um lugar no Top 20.
    Elisabete Jacinto à porta dos 20 primeiros -

    No entanto, o dia de hoje esteve longe de ser fácil: o atraso verificado na etapa de ontem obrigou Elisabete Jacinto a ter hoje um dia marcado pela enorme nuvem de pó que carros e camiões levantam. Ainda assim, ao longo dos quase 400 quilómetros de sector selectivo, ultrapassou 15 camiões e 35 carros, vendo assim os seus esforços recompensados com a subida de quase 10 posições na geral - é 21ª.

    "Era uma etapa bastante engraçada, mas em que fui forçada a sofrer bastante, já que poucos foram os minutos em que não "viajámos" atrás de uma nuvem de pó", referiu Elisabete Jacinto, que criticou o comportamento pouco cooperativo de alguns concorrentes.

    "Mesmo com o sentinel, muitos são os concorrentes que não têm o comportamento correcto que se lhes exige e demoram uma eternidade até nos deixarem passar. Isso cria situações muito complicadas e até, por vezes, alguns acidentes. Felizmente que connosco está tudo bem e estou muito feliz por amanhã poder voltar a partir mais à frente".

    Quanto aos objectivos, esses permanecem intactos para a piloto do Team Oleoban MAN Portugal: "Espero conseguir recuperar mais alguns lugares e melhorar a nossa classificação".

    Amanhã entre Neuquén e San Rafael terá lugar o teste mais importante da primeira semana. A grande quilometragem (506 cronometrados) obrigará os competidores a manter um nível de concentração constante. Os pilotos também serão confrontados com as primeiras dunas. Grandes trechos fora da pista vão alternar-se com partes muito mais técnicas, na subida dos rios. A Cordilheira dos Andes ocupa o horizonte.AS

  9. #264
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão Francisco Pita escala posições na geral


    O azar parece ter ficado para trás e agora o Dakar Argentina-Chile está a correr de feição para Francisco Pita, presidente da Federação de Jet Ski e piloto da equipa Toyota France.

    Francisco Pita escala posições na geral -
    E nem mesmo o facto de o seu Toyota Land Cruiser ter ficado afectado por um incrível capotanço faz as prestações do português abrandarem, com o piloto a continuar a subir posições na geral. Pita e Gonçalves iniciaram a competição em 150º lugar da geral e, apesar de vários reveses, conseguiram terminar a etapa de hoje em 88º lugar.

    Uma proeza tendo em conta que a equipa perdeu algum tempo com dois furos e também a rebocar uma colega de equipa atolada.

    "Esta foi a etapa mais dura até agora devido às diferenças de piso. Apanhámos gravilha, muita pedra e também muita areia. O percurso era muito variável", explicou Francisco Pita que garante, porém, continuar em boa forma para imprimir a mesma velocidade e os mesmos resultados nas próximas etapas.

    "Estamos a adorar a prova. Está a ser espectacular", garantiu Pita no final da etapa, cansadíssimo mas com moral elevada. AS

  10. #265
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão Solidariedade marcou etapa de Pedro Bianchi Prata


    A quarta etapa do Dakar Argentina-Chile saldou-se por um misto de sentimentos para a equipa Biachi Prata/CIN.
    Solidariedade marcou etapa de Pedro Bianchi Prata -

    Por um lado, o portuense Pedro Bianchi Prata foi autor de uma boa primeira parte de prova, começando ao ataque e ultrapassando mais de 30 pilotos até ao CP1, mas por outro, a infelicidade de João Rosa acabou por marcar também a etapa do portuense que, demonstrando um espírito de solidariedade imprescindível nas provas deste género, esperou a seu lado pela chegada da assistência médica.

    "Esta etapa foi uma etapa típica do Dakar, foi um dia de rali à serio com muita navegação e variedade de pisos. Comecei motivado e consegui ultrapassar muitos pilotos até chegar ao CP1", começou por explicar o motard.

    "Apesar do resto da etapa correr bem, parei algumas vezes, cerca de quatro, para ajudar outros pilotos que caíram pelo caminho. Perdi mais tempo com o João Rosa que sofreu um tombo violento e optei por esperar com ele até a chegada do helicóptero. Ainda não sei se esse tempo vai ser descontado, só amanhã. De qualquer maneira, hoje já se começou a sentir o verdadeiro espírito do Dakar e amanhã há mais."

    Já Luis Ferreira, autor de uma prova em bom nível até agora, sofreu uma pequena queda, da qual resultou um furo no radiador da sua BMW G 450 X, o que deu origem ao sobreaquecimento excessivo do motor. Para evitar males maiores, Luis Ferreira ia parando de tempos a tempos.

    Neste momento, a luta continua para ver se consegue chegar ao acampamento antes da partida de amanhã com a moto arranjada de forma a continuar a sua prestação neste rali de todo-o-terreno, ainda que o piloto se demonstre confiante que tal possa suceder.

    "Estou confiante que vamos conseguir arranjar o radiador a tempo para continuar a correr. Foi uma queda pequena mas que causou um furo no radiador. O aquecimento do motor causa danos graves e por isso decidi parar para arranjar a moto. Estou bem, não me magoei e isso é importante. Isto é o Dakar, estas coisas acontecem mas desistir não faz parte dos meus planos", elucidou.AS

  11. #266
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão Leal dos Santos dá mais um salto na tabela


    As peripécias continuam a fazer parte do quotidiano deste Dakar para Ricardo Leal dos Santos e Pedro Pires de Lima, em BMW X5.
    Leal dos Santos dá mais um salto na tabela -

    A dupla do Pioneer Desert Team Delta Q continua sem conseguir fazer uma etapa isenta de problemas, ainda que isso não tenha impedido os portugueses de subir mais 15 posições.

    Contudo, o pulo na classificação teria sido ainda maior, não fora o caso de terem ficado sem combustível a 40 quilómetros do final, numa clara prova de que no Dakar tudo pode acontecer.

    "Depois dos problemas de ontem o carro só ficou pronto pouco antes da nossa hora de partida e tivemos de fazer esta etapa com o turbo grande. Ele até dá para andar rápido mas em alta rotação", explicou Leal dos Santos, enaltecendo que isso causou os problemas de consumo excessivo da máquina alemã.

    "Foi por isso que o consumo disparou e o gasóleo acabou a 40 quilómetros do final. Até então estivemos com um andamento regular e fizemos a etapa quase toda a rolar na 30ª posição. Quando percebi que o consumo tinha disparado passei a andar um pouco mais devagar mas não foi suficiente. O público ajudou-nos mas paramos várias vezes e perdemos quase uma hora e meia", concluiu.

  12. #267
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão Motard francês perde a vida no Dakar


    O Dakar Argentina-Chile causou a primeira vítima mortal, ainda que as circunstâncias em redor da mesma continuem envoltas em mistério.

    O motard francês Pascal Terry, desaparecido desde a etapa de domingo, foi encontrado morto na noite de ontem a cerca de 15 metros da sua moto, numa área bastante remota e com vegetação muito densa, anunciou hoje a organização.

    A causa da morte está ainda por apurar, não sendo por enquanto de fácil explicação, tanto mais que o gaulês terá tirado o seu capacete e trazia comida e água consigo, colocando-se de parte a hipótese de falta de alimentação ou desidratação.

    A policia argentina iniciou já os procedimentos de investigação acerca desta morte, a 26ª em provas do Dakar, não sendo de excluir a hipótese de algum problema de saúde com o piloto.

    Pascal Terry, de 49 anos, fazia este ano o seu primeiro Dakar com uma Yamaha com o número 192.

    AS

  13. #268
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão Rodrigues e Gonçalves no top 10; Coma perde tempo


    Hélder Rodrigues e Paulo Gonçalves iniciaram a quinta etapa do Dakar Argentina-Chile ao ataque com Rodrigues a ser o melhor e a passar ao km 102 no quinto lugar, a 5m06s do mais rápido nesse ponto, que foi o chileno Francico 'Chaleco' Lopez.

    Rodrigues e Gonçalves no top 10; Coma perde tempo -

    Mas o piloto da Lagos Team não foi o único a estar em bom nível nos quilómetros iniciais, já que Paulo Gonçalves também esteve em grande nível, colocando a sua Honda no nono lugar, a 7m12s do mais rápido.

    Depois de passar ao km 31 em segundo lugar a poucos segundos de Lopez, Marc Coma passou ao km 102 a cerca de 19 minutos do mais veloz, num indicio de que o piloto da KTM poderá ter sofrido algum problema.AS

  14. #269
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão Portugueses criam a Africa Tracking


    Está prestes a nascer mais uma prova desportiva com África como pano de fundo. Trata-se da Africa Tracking 2009, prova de navegação e aventura organizada pelos portugueses da 4x4 Rodas, Lda e direccionada para os amantes do Todo-o-Terreno africano.

    A Páscoa foi a data escolhida para esta competição de navegação em Marrocos, que durará cinco dias, ao longo dos quais a paisagem será a montanha e o deserto marroquino. A prova terá 2 tipos de etapas, numas o objectivo será encontrar waypoints, noutras o objectivo será fazer o percurso na menor distância, ainda que a velocidade máxima permitida seja de 90km/h.

    Vocacionada para os participantes amadores, o Africa tracking pretende desafiar as capacidades de navegação e condução utilizando um veículo 4x4 por pistas ou em terrenos variados, deserto, montanha, planícies e areia, sendo que as equipas serão constituídas por dois elementos, piloto e navegador.

    Ao longo da prova, o controlo será feito através de GPS, com o qual serão observados os seguintes parâmetros: distâncias percorridas, confirmação da localização dos waypoints, localidades, horários de partida e chegada e passagem nos controlos.

    O preço de inscrição é de 500 euros por pessoa, caso seja paga em duas partes, 250€ de cada vez, ou 600, se for paga de uma só vez a 20 de Março, a que acrescem os custos de alojamento e do ferry-boat. Para mais informações, a organização criou um site próprio, Africa Tracking - Navegação e Aventura

  15. #270
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão João Rosa: "O braço oscilante partiu e embrulhei-me com a moto"


    João Rosa (Yamaha) já foi operado ao dedo mindinho da mão direita e deverá regressar a Portugal dentro de dois dias. Depois da queda sofrida ontem, o piloto de Viana do Castelo viu os médicos da prova recuperarem grande parte do seu dedo, e continua com queixas no pulso direito.

    "Estava a andar bem, e foi o primeiro dia em que decidi andar depressa. Contudo, pouco depois do quilómetro 200 da especial apanhei uma vala de dois metros, numa altura em que rodava a mais de 120 km/hora. O braço oscilante partiu e embrulhei-me com a moto. Caso contrário não tinha caído. Começaram a parar alguns pilotos. O Bianchi Prata foi um dos que ficou comigo e ele próprio ficou admirado por ter sofrido poucas lesões. Já fui operado e os médicos conseguiram reconstruir quase todo o dedo. Perdi só um bocadinho. Mas estou todo dorido", contou o piloto português.

    "Foi a primeira queda que dei em quatro dias de prova. Nos primeiros dias não estava a gostar muito do percurso, até porque havia muito pó, mas o vento ajudou e já tinha passado à volta de dez pilotos", concluiu.

Página 18 de 44 Primeiro ... 817 18 1928 ... Último

Tópicos Similares

  1. Passeio todo terreno
    Por cprcosta no fórum Convívios
    Respostas: 1
    Último Post: 22-12-2013, 21:55
  2. Road Books de Todo-Terreno
    Por satteam no fórum Automoveis Todo-o-Terreno
    Respostas: 7
    Último Post: 22-12-2009, 02:05
  3. Manuais de Viaturas Todo-o-Terreno
    Por F.B.I. no fórum Automoveis Todo-o-Terreno
    Respostas: 0
    Último Post: 03-01-2009, 23:03
  4. Todo o terreno
    Por Opium® no fórum Videos
    Respostas: 1
    Último Post: 26-04-2008, 23:33
  5. Todo-o-terreno no Piódão
    Por satteam no fórum Vídeos, Fotos e Eventos
    Respostas: 0
    Último Post: 28-03-2008, 00:52

Permissões de Postagem

  • Você não pode iniciar novos tópicos
  • Você não pode enviar respostas
  • Você não pode enviar anexos
  • Você não pode editar suas mensagens
  •  

Conectar

Conectar