Página 26 de 44 Primeiro ... 1625 26 2736 ... Último
  1. #376
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão Ricardo Leal dos Santos: "Ficámos presos num buraco"


    Ricardo Leal dos Santos, acompanhado por Pedro Pires de Lima ocupava ontem ao km 137 da 12ª etapa do Dakar, disputada entre Fiambala e La Rioja, na Argentina a 7ª posição absoluta, na competição dos automóveis. A extrema dificuldade da etapa, com dunas de areia muito mole e diversos perigos que causaram, entre outros, o abandono, após acidente, do líder da competição, Carlos Sainz, obrigaram a organização a interromper a corrida, neutralizando-a e permitindo assim a recuperação dos muitos concorrentes, parados no meio da especial cronometrada. Nessa altura já Ricardo Leal dos Santos se conseguira desenvencilhar de uma situação deveras complicada que obrigou o piloto do Pioneer Desert Team Delta Q a perder várias horas.

    "Vínhamos a andar muito bem mas a certa altura ficámos presos num buraco. Como a maior parte dos concorrentes foram ficando pelo caminho que era extremamente difícil não surgia ninguém para nos ajudar e tentámos tirar o carro sozinhos", salienta Ricardo Leal dos Santos que acrescenta: "Numa manobra mais apertada, dois pneus saíram das jantes e o carro tombou de lado. A partir daí só mesmo com ajuda, mas demorou algum tempo. Não foram grandes os estragos. Percebemos que a prova estava neutralizada, pelo que procurámos uma saída mais directa e ainda terminámos antes de o controle de chegada fechar. Vínhamos logo atrás do Joan Roma, que também teve muitas dificuldades, mas acabámos por ficar à frente dele na classificação".AS

  2. #377
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão Sven Quandt critica organização do Dakar


    Depois de tantos problemas e de tantas alterações nos traçados das etapas deste Dakar Argentina-Chile, era inevitável que as criticas não surgissem.
    Sven Quandt critica organização do Dakar -

    Sven Quandt, director da equipa X-Raid BMW, foi o último a tecer fortes criticas à organização por não ter conseguido antecipar os problemas que ontem se sentiram na etapa que ligou Fiambalá a La Rioja.

    A etapa de ontem revelou-se como uma das mais complicadas da história do Dakar, apesar de ter sido encurtada e, posteriormente, neutralizada, já após o abandono de Carlos Sainz devido a um erro no road book, e diversos problemas com outros pilotos. Mark Miller, piloto da Volkswagen, chegou mesmo a questionar se os pilotos amadores alguma vez conseguiriam chegar ao fim da etapa.

    "Julgo que o mais importante é que a organização deveria saber que o Verão é diferente do Inverno. E para além disso, após três etapas muito duras, poderiam ter prevenido a etapa de hoje [ontem]", referiu Quandt ao Autosport.com.

    "Estou um pouco surpreendido, porque a organização deveria conhecer tudo isto um pouco melhor. Fizeram uma boa corrida, mas neste momento ainda há 90 carros e camiões atascados aos 170 km e isso é demais", continuou, referindo-se na altura a quase uma centena de competidores presos na etapa.

    "Quando o tempo aquece, as dunas tornam-se muito difíceis de subir, tornam-se extremamente macias. De manhã, é quase como asfalto. À tarde, quando aquece, as dunas tornam-se muito difíceis de transpor, é difícil de acreditar no quão macia se torna a areia. É injusto para os pilotos que vão ser penalizados hoje", acrescentou, não sem antes partilhar que muitos dos pilotos acharam o road book "patético", como foi o caso de Giniel de Villiers.

    "Alguns pilotos tiveram de seguir a sua própria rota e não o road book porque diziam que era estúpido", comentou Quandt, explicando, no entanto, que para si os problemas com o road book não têm sido demasiado graves. Para futuras provas, o responsável espera que a organização tenha aprendido com os problemas desta primeira edição na América do Sul.

    "Julgo que eles aprenderam bastante este ano, e por certo que irão mudar. Espero que não vão no sentido oposto e tornem a prova demasiado fácil. Têm de encontrar o balanço correcto - ter um ou dois dias difíceis mas encontrar uma maneira para que todos possam terminar."

    AS

  3. #378
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão Martine Pereira: "O dia de ontem foi talvez o mais difícil do rali"


    A mais dura etapa do Dakar teve ontem o seu périplo pelas "dunas brancas" numa curta especial mas muito duro: "talvez a mais difícil do rali, tal foi o desgaste" afirmava desalentado Martine Pereira à chegada - tardia, ao bivouc em La Rioja, bastante agastado: "lutamos contra a sobrevivência pelo Dakar. Cheguei a passar mais de 20 carros e, depois perdemos uma tarde para desatascar. Voltamos à corrida e nova emboscada, até que soubemos que a etapa estava neutralizada. Assim nunca mais saímos da cauda da tabela. Por vezes chegamos a andar nos limites do carro para tentar recuperar alguns lugares, para nada... Esta 12ª etapa era muito perigosa, com dunas de areia mole e já muito escavacada. O perigo estava em qualquer esquina, qualquer curva, ou até mesmo em recta. Foi muito, muito complicado cá chegar, depois de quase três noites sem pregar olho", contou o piloto da Padock Competições.

    Martine Pereira partiu às 11h54, hora de Portugal, para a penúltima etapa da prova todo terreno mais dura do mundo em solo sul-americano, tendo esta 13ª especial - La Rioja/Córdoba, sido encurtada devido às fortes chuvadas que caíram na região no decorrer de ontem, ficando a especial com 220 quilómetros em ritmo mais acelerado, sendo esta uma etapa composta por troços do rali da Argentina - pontuável para a jornada do campeonato do mundo: "vamos dar o nosso melhor, até porque a motivação começa a escoar-se, depois de tantas adversidades. Aproveitar o piso rápido para animar um, pouco pode ser vitaminado para estas duas ultimas especiais antes da chegada a Buenos Aires". AS

  4. #379
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão Cyril Desprès vence etapa; Rodrigues foi oitavo


    Cyril Desprès venceu a 13ª etapa do Dakar Argentina-Chile, que ligou La Rioja a Córdoba, numa tirada que voltou a ser encurtada a exemplo do que já havia sucedido nos últimos dias.
    Cyril Desprès vence etapa; Rodrigues foi oitavo -

    O piloto francês aproveitou o facto de sair na frente da especial para se cotar como o mais rápido do dia, deixando o líder da geral, o espanhol Marc Coma, a 1m45s de distância, conquistando assim mais um triunfo em etapas.

    Em terceiro ficou o francês David Fretigné, a 2m37s, uma posição adiante de Jordi Villadoms, a 3m52s. David Casteu e Alain Duclos ficaram em quinto e sexto lugar, completando um top 6 completamente dividido entre motards franceses e espanhóis.

    Hélder Rodrigues chegou em oitavo lugar, a 4m58s de Desprès, cotando-se como o melhor português. Paulo Gonçalves foi o 14º da etapa, a 12m17s, ao passo que Bianchi Prata foi 30º, a 22m47s.

    Na frente da geral nada mudou, já que Coma mantém uma confortável liderança de 1h28m sobre Desprès, enquanto que o terceiro continua a ser David Fretigné.

    Entre os portugueses do top 10 também tudo se mantém idêntico, com Hélder Rodrigues e Paulo Gonçalves a manterem o quinto e o décimo lugares, respetivamente. Bianchi Prata é que deu mais um pequeno salto na classificação, sendo agora o 26º, a 12h59m13s.


    AS

  5. #380
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão Vitória de Nani Roma, VW cautelosa


    Nani Roma, o único Mitsubishi ainda em prova, venceu a 13ª etapa, os 220 km entre La Rioja e Cordoba. O piloto do Racing Lancer gastou 2h33m48s, 7m18s na frente do polaco Krzysztof Holowczyc (Nissan) e 7m27s sobre o francês Guerlain Chicherit (BMW).
    Vitória de Nani Roma, VW cautelosa -

    Não houve qualquer mudança no topo da classificação, num dia em que os homens da Volkswagen foram muito cautelosos, com Mark Miller a terminar na sétima posição, a 14m13s do líder, enquanto Giniel de Villiers, foi apenas oitavo, a 14m28s.

    A estratégia da Volkswagen ficou clara, quando ao terceiro quilómetro da especial Giniel De Villiers e Mark Miller pararam à espera de Dieter Depping, para o que desse e viesse! Não vá o diabo tecê-las. Realizaram a especial juntos, e provavelmente o alemão, agora, até "testa" o road-book para ver se não há mais erros...

    Só faltam duas etapas para a VW

    Na geral, Giniel de Villiers lidera e tem Mark Miller apenas a 2m20s, com Robby Gordon (Hummer) na terceira posição, a 1h27m13s. Depois do abandono de Carlos Sainz, a VW, que nunca venceu um Dakar como equipa oficial, não vai arriscar um mílimetro que seja.

    Entre os portugueses, Francisco Inocêncio foi hoje o mais rápido, na 30ª posição, enquanto Ricardo Leal dos Santos foi 34º. Adélio Machado foi 53º enquanto Francisco Pita foi 66º. Por fim, Campos Pereira, alcançou a 73ª posição. Na geral, Adélio Machado permanece como o melhor classificado, na 36ª posição, na frente de Francisco Inocêncio, na 44ª posição. Ricardo Leal dos Santos é 71º, enquanto Francisco Pita e Martine Campos Pereira são, respectivamente, 75º e 76º. Da geral.

  6. #381
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão Dakar de regresso a África em 2010?


    De acordo com o L'Équipe, a ASO pondera levar novamente o Dakar para África já no próximo ano, mas a verdade é que não estão reunidas as condições que que o regresso se faça para a África "tradicional" , o que significa que voltar a Marrocos, Mauritânia e Senegal é muito difícil. De qualquer forma há outras soluções possíveis.
    Dakar de regresso a África em 2010? -

    De acordo com Roger Kalmanovitz, responsável pelas Relações Exteriores da ASO, a hora é de ponderação, não havendo para já quaisquer decisões tomadas:

    "É lógico que nos temos debruçado sobre o dossier Dakar 2010, e podemos imaginar que a prova poderá regressar a países por onde já se disputou no passado, como por exemplo a Líbia e a Tunísia, mas a verdade é que o regresso ao Dakar dos últimos anos é inimaginável, já que os pressupostos que levaram à anulação da prova do ano passado se mantêm", referiu Kalmanovitz à France Presse.

    Outra das hipóteses será manter a prova na América do Sul, por mais um ano, mas depois de tudo o que a ASO tem passado naquele continente, não nos admirávamos que os decisores pretendam "fugir" da América do Sul o mais rapidamente possível. De qualquer forma, colocaram na estrada uma prova que em termos de beleza e dureza nada ficou a dever ao Dakar "africano". Um caso a seguir nos próximos tempos.

  7. #382
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão Ricardo Leal dos Santos: "Apanhei dois valentes sustos"


    Continuando a demonstrar que tem um bom andamento mas confirmando igualmente que neste Dakar está "escrito" que será perseguido pelo azar. Desta feito, Ricardo Leal dos Santos voltou a sentir problemas numa etapa em que chegou a cotar-se como um dos mais rápidos no sector selectivo.

    "Já sabia que não ia ser fácil fazer ultrapassagens porque a parte que restou para ser feita ao cronómetro era uma zona típica de rali (ndr - aproveitava troços do Rali da Argentina do WRC) com zonas encadeadas entre arvoredo. Foi assim ao longo de mais de 100 quilómetros, a maior parte dos quais fiz atrás do Toyota do Chabot que teima em não me deixar passar."

    "Por mais que o Pedro assinalasse a nossa presença com o sentinel ele mantinha-se impávido à nossa frente", salienta Ricardo Leal dos Santos que acrescenta: "Mas esse nem foi o pior dos problemas já que a cem quilómetros do final ficámos sem travões e então é que tudo se complicou. Tinha só o travão de mão mas não queria abrandar muito para não fazer um tempo demasiado modesto. Apanhei dois valentes sustos que felizmente não passaram mesmo disso: sustos. Amanhã é o penúltimo dia de prova mas não vai ser fácil voltar aos lugares da frente. Vamos tentar"., referiu.

    AS

  8. #383
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão Biachi Prata. É difícil de explicar o que se vive aqui"


    Pedro Bianchi Prata enferntou a 13ª e penúltima etapa da rainha das provas de todo-o-terreno, alterada devido às zonas alagadas que impediam a passagem segura dos concorrente, com toda a confiança, motivado para ganhar uns lugares na classificação.

    Após a sua partida atrás dos moto 4, Bianchi Prata, na sua BMW G 450 X, conseguiu ultrapassá-las, chegando ao final do troço cronometrado em trigésimo primeiro lugar.

    Para Bianchi Prata, "foi uma especial fácil, sem armadilhas. Apanhei algum pó porque arranquei atrás dos moto 4 mas o piso era bom e deu para ultrapassar. O troço escolhido era do mundial de rali, havia milhares de pessoas a ver. O apoio aqui é imenso e sente-se em cada etapa. Nunca vi nada assim".

    "O percurso era espectacular. Foi reduzido por causa da chuva tornando-se menos exigente fisicamente do que estava previsto. Andei seguro e certinho, sem grandes dificuldades. É difícil de explicar o que se vive aqui. São muitos dias, o cansaço acumula-se. Mas agora que está quase a acabar sei que vou ter saudades dos desafios diários que enfrentamos neste rali", concluiu o português.

    Após 13 dias de prova em dois países, os concorrentes voltam para Buenos Aires onde tudo começou. Uma especial contra o relógio de 227km num terreno já familiar de caminhos longos e alguma navegação. AS

  9. #384
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão Hélder Rodrigues venceu etapa final


    Hélder Rodrigues esteve em grande na última etapa do Dakar Argentina-Chile, que levou os motards até Buenos Aires, vencendo a tirada com a sua KTM e demonstrando um excelente andamento.
    Hélder Rodrigues venceu etapa final -

    O piloto da Lagos Team cotou-se sempre como o mais rápido ao longo de toda a especial, aproveitando o último dia a sério do rali mais duro do mundo para vencer uma etapa, tendo sempre que contar com a cerrada oposição do norueguês Per-Anders Ullevalseter, que partiu para a etapa final determinado em atacar o quinto lugar da geral do português.

    Rodrigues teve, assim, de dar também o seu máximo, vencendo a tirada, pese embora não tenha conseguido, também, subir até ao quarto posto da geral.

    Per-Anders Ullevalseter ficou, então, a 2m07s, ao passo que o terceiro foi Cyril Desprès, a 2m41s. Logo atrás ficou Jordi Villadoms, na frente de David Casteu e Marc Coma.

    Paulo Gonçalves, da Repsol Honda, foi o 17º da etapa, a 14m, posição que lhe permitiu manter o décimo posto da geral, numa posição extremamente positiva. Bianchi Prata ainda não cruzou a meta.

    Etapa
    1 RODRIGUES KTM 0h:42m37s
    2 ULLEVALSETER KTM +02m07s
    3 DESPRES KTM +02m41s
    4 VILADOMS KTM +03m31s
    5 CASTEU KTM +04m37s
    6 COMA KTM +05m06s
    (...)
    17 GONCALVES HONDA +14m00s

    Geral
    1 COMA KTM 52h14m33s
    2 DESPRES KTM +01h25m38s
    3 FRETIGNE YAMAHA +01h38m56s
    4 CASTEU KTM +02h17m54s
    5 RODRIGUES KTM +02h22m11s
    6 ULLEVALSETER KTM +02h25m02s
    (...)
    10 GONÇALVES HONDA +04h12m42s
    AS

  10. #385
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão Bianchi Prata: "Vivi momentos indescritíveis neste Dakar"


    Pedro Bianchi Prata terminou mais um Dakar. Se o inicio da prova havia ficado marcado pelo pó, a etapa final acabou da mesma forma, através de rectas longas, pistas rápidas que pautaram este último dia do rali mais duro do ano.
    Bianchi Prata: "Vivi momentos indescritíveis neste Dakar" -

    Bianchi Prata, da equipa Bianchi Prata/CIN, sempre com a bandeira de Portugal nas suas costas, logrou chegar ao fim do Dakar Argentina - Chile entre os primeiros 30 lugares da frente.

    Após 14 etapas, muito calor, algumas peripécias e uma luta diária para enfrentar os desafios para completar mais um Rally, o piloto da equipa Bianchi Prata/ CIN dá os parabéns à sua equipa e à organização.

    "A especial hoje foi muito dura. Havia muito pó e pistas muito rápidas. Andei com calma com o objectivo de completar este rally. A equipa está de parabéns, fizeram um bom trabalho e o esforço conjunto de todos é que garantiu a chegada ao fim deste Dakar", começou por dizer, referindo que os momentos vividos neste Dakar foram únicos

    "Foi um Dakar diferente, vi e vivi momentos indescritíveis em dois países lindos e a organização fez um excelente trabalho em todos os aspectos. O apoio do público é o que mais me marcou neste rally, não houve um dia em que não sentisse o apoio deles. Gostava de ter terminado num lugar mais à frente mas as circunstâncias não permitiram isso. Hoje acabou, o regresso a Portugal fica para daqui a 2 dias, entretanto há muito trabalho para fazer para preparar a volta! Foi uma experiência fantástica a todos os níveis e estou feliz por ter chegado ao fim de mais um Dakar. Aproveito para agradecer todas as pessoas que apoiaram a equipa, os patrocinadores, a minha família e todos os fãs que mandaram mensagens de força."

    Com a chegada a Buenos Aires, termina esta prova mítica. A equipa Bianchi Prata/CIN agora prepara tudo para voltar para Portugal com mais uma prova completa no seu palmarés.

    AS

  11. #386
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão Hélder Rodrigues: "Cerrei os dentes para vencer a especial"


    Hélder Rodrigues terminou em beleza a sua participação no Dakar sul-americano, vencedo a etapa que encerrou o rali disputado em terras argentinas e chilenas.
    Hélder Rodrigues: "Cerrei os dentes para vencer a especial" -

    Partindo de oitavo para a curta especial de 227 quilómetros, que ligou Córdoba a Buenos Aires, o piloto Lagos Team/TMN cumpriu a sua tarefa, para esta última etapa, que era defender o quinto lugar da geral dos ataques do norueguês Pal Ullevalseter.

    O piloto privado português chegou a Buenos Aires muito feliz com o 5º lugar da geral, continuando a ser o segundo melhor português de sempre no Dakar, depois de Carlos Sousa ter conquistado a 4ª posição na edição de 2003.

    Numa corrida à parte em ritmo mais cauteloso estiveram Marc Coma, Cyril Despres e ainda David Frétigné, que não tinham posições a discutir, concluindo a 31ª edição do Dakar no pódio, nesta mesma ordem.

    "Foi um dia muito feliz, com uma etapa muito dura principalmente a nível psicológico. Na parte final do troço o meu pneu traseiro já acusava bastante desgaste mas cerrei os dentes porque não queria perder o 5º lugar", começou por dizer Rodrigues.

    "Queria agradecer ao meu mecânico Pedro Almeida, ao Dream Team da TMN, à minha equipa Lagos Team e também um especial obrigado aos meus mecânicos Fernando e Miguel Nabais que ficaram em Lisboa. Também um grande obrigado ao meu manager João Lagos "Júnior" pelo trabalho que fez e à Joana Lemos que sempre me deu um grande apoio e que foi a grande mentora deste projecto," referiu o piloto, melhor representante português em prova.

    O piloto de Sintra terminou regularmente no Top 10, e teve de dar o máximo e arriscar para não perder o quinto lugar absoluto das motos, apesar das condições materiais dos seus mais directos opositores serem superiores.AS

  12. #387
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão Giniel de Villiers vence etapa e Dakar


    Giniel de Villiers venceu a última tirada do Dakar Argentina-Chile, fechando da melhor forma a sua participação nesta edição e oferecendo à Volkswagen a sua primeira vitória na mítica prova de todo-o-terreno, numa prova que foi marcada por algumas surpresas.
    Giniel de Villiers vence etapa e Dakar -

    Para o piloto sul-africano, que herdou o comando da geral após a infeliz desistência de Carlos Sainz, esta foi a melhor maneira de terminar o Dakar, prova na qual a Volkswagen se apresentou imbatível, e que apenas na fase inicial teve de se haver com a oposição de Nasser Al-Attiyah, num BMW.

    Ainda assim, a vitória de hoje esteve longe de ser fácil para o piloto da VW, já que o segundo da especial de hoje, o russo Leonid Novitskiy, em BMW, terminou a escassos dois segundos, culminando também uma boa edição para o piloto russo.

    No final, de Villiers não escondia a sua satisfação pela vitória no Dakar, uma estreia para si e para a VW.

    "Absolutamente incrível. Nunca tinha sentido nada assim antes. Estava muito nervoso nos quilómetros finais, mas é uma sensação incrível", começou por dizer o sul-africano. "Estou muito contente pela equipa e por toda a gente da Volkswagen, que nos apoia há cinco anos para conseguirmos esta vitória", completou o novo vencedor do Dakar.

    Em terceiro terminou o húngaro Krzysztof Holowczyc, num Nissan, ficando a 17s, ao passo que o quarto ficou o único Mitsubishi sobrevivente, o de Juan Roma, a 38s. Guerlain Chichérit foi o quinto, na frente de Mark Miller.

    Destaque para o sétimo posto da tirada para Rene Kuipers e Filipe Palmeiro, com o BMW. Mais apagado na tirada de hoje esteve o norte-americano Robby Gordon, com o Hummer, que desta feita, não foi além do 23º lugar.

    Na geral, os três primeiros formaram um pódio inédito, com de Villiers e Mark Miller a colocarem os dois Volkswagen nas duas primeiras posições, ao passo que o Hummer de Gordon ficou com o lugar mais baixo do pódio.

    Quanto aos portugueses, Ricardo Leal dos Santos foi o melhor nesta última tirada, ao terminar em 32º, a 24m38s do primeiro, ao passo que Martine Pereira foi o 51º, a 36m39s. Adélio Machado foi 61º, a 38m11s, pouco à frente de Francisco Pita, o 64º, a 38m37s e Nuno Inocêncio o 73º, a 43m16s.

    Na geral, Adélio Machado foi o melhor representante português, ocupando o 40º lugar, a 50h53m49s de Villiers. Nuno Inocêncio finaliza o Dakar em 65º ; Leal dos Santos o 73º, Francisco Pita o 75º e Martine Pereira o 77º. Falta ainda chegar Francisco Inocêncio.

  13. #388
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão Leal dos Santos: "Fizemos o Dakar possível"


    A dupla Ricardo Leal dos Santos/Pedro Pires de Lima chegou hoje ao final do Dakar Argentina-Chile, obtendo a melhor classificação entre os portugueses na etapa.
    Leal dos Santos: "Fizemos o Dakar possível" -

    Aos comandos de um BMW X5 o piloto inscrito pelo Pioneer Desert Team Delta Q teve uma participação marcada por diversos problemas mecânicos, mas demonstrou toda a sua rapidez, ao colocar-se por diversas vezes entre os dez mais rápidos, tendo terminado a etapa rainha da prova, disputada no deserto do Atacama, na 11ª posição.

    À chegada, o piloto luso fez um pequeno balanço sobre esta edição do Dakar, primeira em solo sul-americano.

    "A etapa de hoje foi apenas para cumprir calendário, já que as ultrapassagens eram impossíveis. Vim 200 e tal quilómetros atrás do buggy que partiu à minha frente. Cheguei a estar a menos de cinco metros, mas o piloto tinha também outros carros à frente e nunca me deixou passar", salienta Ricardo Leal dos Santos, falando sobre a etapa de hoje.

    A nível geral, Leal dos Santos demonstrou-se satisfeito por chegar, uma vez mais, ao final de uma prova duríssima como foi esta, ainda que os problemas mecânicos tenham impedido voos mais altos.

    "Este foi o Dakar possível. Acaba por ser mais um Dakar terminado. Vamos em 85.000 quilómetros de competições internacionais terminadas e sem registar qualquer abandono. Num Dakar onde a infelizmente a mecânica não quis colaborar, a nossa estatística interna diz que estivemos fora do Dakar por sete vezes. Ficámos em sítios de onde era impossível sair ou com problemas mecânicos impossíveis de resolver, mas conseguimos ultrapassar sempre essas situações. Nós fizemos o que era possível e a nossa equipa também trabalhou muito bem. Agora, quando surgem avarias que os próprios técnicos da BMW, que passaram horas de volta do carro, não conseguem descobrir, tudo se torna muito mais complicado", referiu.

    "A juntar a isto, durante três dias ficámos sem assistência, porque chegávamos ao acampamento na hora de partir para a etapa seguinte. Só no dia de descanso foi possível colocar o carro em condições e aí mostrámos que era possível andar junto dos primeiros e fazer bons resultados. Creio que ficou claros que para o ano, sem os grandes problemas de que fomos vitimas e não estou a falar de pequenos problemas que acontecem a todos, poderemos estar a lutar por um lugar nos 10 ou 15 primeiros", concluiu.

    AS

  14. #389
    Avatar de delfimsilva
    Registo
    Oct 2006
    Posts
    27.779

    Padrão Rodrigues vence última etapa

    O piloto português chegou a Buenos Aires em primeiro lugar.


    Hélder Rodrigues terminou da melhor forma a participação no Dakar 2009, vencendo a última etapa, à chegada a Buenos Aires, e segurando o quinto lugar na classificação geral.

    O piloto da KTM foi o melhor da prova que, pela primeira vez, se correu na América do Sul. Hélder Rodrigues repetiu o quinto lugar do Dakar 2007.



    SV

  15. #390
    Avatar de delfimsilva
    Registo
    Oct 2006
    Posts
    27.779

    Padrão De Villiers vence nos carros

    O sul africano foi o mais regular do Dakar 2009.


    Giniel De Villiers confirmou, na última etapa, a vitória no Rally Dakar, triunfando na chegada à capital argentinas. Na primeira edição da prova na América do Sul, o piloto da Volkswagen deu a primeira vitória á marca alemã na mítica prova todo-o-terreno.

    O sul-africano aproveitou os deslizes dos companheiros de equipa Carlos Sainz e Mark Miller para chegar a Buenos Aires na primeira posição. O norte-americano terminou em segundo lugar a nove minutos de De Villiers. O terceiro foi outro norte-americano, Robby Gordon, em Hummer.

    A prova foi um verdadeiro desastre para a Mitsbushi. O Lancer não se aguentou nas pistas argentinas e chilenas. Peterhansel, Masuoka e Alphand não levaram os seus carros até ao final.

    Curiosamente, foi necessário esperar pelo primeiro Dakar fora do continente africano para um africano vencer.

    Entre os portugueses, o melhor foi Adélio Machado, em Toyota, no 41º lugar.



    SV

Página 26 de 44 Primeiro ... 1625 26 2736 ... Último

Tópicos Similares

  1. Passeio todo terreno
    Por cprcosta no fórum Convívios
    Respostas: 1
    Último Post: 22-12-2013, 21:55
  2. Road Books de Todo-Terreno
    Por satteam no fórum Automoveis Todo-o-Terreno
    Respostas: 7
    Último Post: 22-12-2009, 02:05
  3. Manuais de Viaturas Todo-o-Terreno
    Por F.B.I. no fórum Automoveis Todo-o-Terreno
    Respostas: 0
    Último Post: 03-01-2009, 23:03
  4. Todo o terreno
    Por Opium® no fórum Videos
    Respostas: 1
    Último Post: 26-04-2008, 23:33
  5. Todo-o-terreno no Piódão
    Por satteam no fórum Vídeos, Fotos e Eventos
    Respostas: 0
    Último Post: 28-03-2008, 00:52

Permissões de Postagem

  • Você não pode iniciar novos tópicos
  • Você não pode enviar respostas
  • Você não pode enviar anexos
  • Você não pode editar suas mensagens
  •  

Conectar

Conectar