Página 8 de 44 Primeiro ... 7 8 918 ... Último
  1. #106
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão Calendário do CPTT 2009 já está definido


    Depois de terem sido confirmadas pela FIA as datas das provas internacionais que integrarão as Taças FIA (Taça do Mundo FIA de Todo o Terreno e Taça Internacional FIA de Bajas) em 2009, o calendário nacional das provas do CPTT 2009 ficou definido, conforme se pode ver pelo quadro abaixo.

    Assim, a competição inicia-se a 21 de Fevereiro com a prova de Reguengos, e termina a 25 de Outubro com a Baja Portalegre 500.

    MÊS DATA PROVA ORGANIZADOR

    Fevereiro 21.22 Rali TT 2009 Soc. Art. Reguenguense
    Março 21.22 Rali TT Serras do Norte Motor Clube de Guimarães
    Abril 17.19 Baja TT Terras d'el Rei Clube Automóvel do Algarve
    Maio 18.24 Vodafone Rali Transibérico Automóvel Club de Portugal
    Junho 27.28 Baja TT Serra de Monchique Clube Automóvel do Algarve
    Setembro 05.06 Baja TT Cidade de Beja Clube Beja TT
    Setembro 26.27 Rali TT FAMO Castelo Branco Escuderia Castelo Branco
    Outubro 22.25 23ª Baja Portalegre 500 Automóvel Club de Portugal
    AS

  2. #107
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão Que futuro para a Taça do Mundo de Todo-o-Terreno?


    Reclamando há já vários a subida de estatuto a Campeonato do Mundo, a verdade é que a actual Taça do Mundo de Todo-o-Terreno parece cada vez mais condenada ao insucesso. Mal-amada pela própria FIA, tem no mediático Dakar o seu principal concorrente e, ao mesmo tempo, inestimável aliado, numa relação por vezes profícua mas, quase sempre, incompreendida. Afinal, e como as próprias equipas o declaram, as provas que constituem este calendário servem, quase tão só e apenas, como testes de preparação ao evento maior do início de cada ano, seja ele em África ou na América do Sul.

    Por pressão dos construtores, a competição viu-se reduzida a quatro únicos eventos, um em cada continente, desde há dois anos. Ironicamente, em nenhum dos quatro disputados este ano correm em simultâneo as três principais principais do pelotão, casos da Mitsubishi, VW ou X-Raid/BMW. Aliás, no evento inaugural, disputado na Tunísia, chegou-se mesmo ao cúmulo de todas pautarem pela ausência, também porque na mesma data, e sob o olhar cúmplice da FIA, se ter disputado o Rali da Europa Central, o tal que veio compensar a anulação do último Lisboa-Dakar e, ao mesmo tempo, inaugurar o label Dakar Series, num conceito posteriormente adoptado ao Pax Rally.

    Liderando a revolta contra a ASO, a NPO tentou ainda consertar uma estratégia, juntando pilotos e organizadores numa reunião que prometeu muito de início, mas que afinal pouco ou nada acrescentou ao actual vazio de ideias, à excepção de uma ou outra sugestão tendo em vista o calendário de... 2009.

    Colocando-se ao lado da ASO e consertando uma estratégia de total renúncia a qualquer evento disputado este ano em África, as três equipas oficiais dividiram-se, depois, pelo Transibérico (Mistsubishi e X-Raid), Sertões-PLP (Volkswagen) e UAE Desert Challenge (X-Raid), retirando todo e qualquer interesse a uma competição que chegou a ser ameaçada pela anulação do Por las Pampas Rally, após a inesperada e repentina saída de um dos seus patrocinadores principais, valendo aí o providencial acordo com a organização brasileira do Rali Internacional dos Sertões.

    Alheio a tudo isto, Nasser Al-Attiyah chega à última prova do ano ainda com a possibilidade de vencer a Taça do Mundo e suceder a Carlos Sainz. Fica ainda assim o registo de ter apenas disputado duas provas, secundando Luc Alphan numa e vencendo a outra sem qualquer oposição. Mérito, em todo o caso, ao árabe voador, que já antes tinha antecipado o título da Taça Internacional FIA de Bajas, aí com o pleno de quatro vitórias em outras tantas participações (Arábia Saudita, Itália, Espanha e Hungria).

    AS

  3. #108
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão Padock apresentou equipa em Famalicão


    Dias depois de festejar o seu segundo aniversário, a Padock Competições juntou a imprensa e alguns amigos em Vila Nova de Famalicão para apresentar a sua equipa para o Dakar 2009.
    Padock apresentou equipa em Famalicão -

    Este ano com metade dos carros com que tinha previsto disputar o último Lisboa-Dakar, a estrutura famalicense - a maior de toda a comitiva nacional - avança para a América do Sul com três Toyota Land Cruiser inscritos no Agrupamento T2.

    Renovando a parceria com a Toyota France, a Padock terá em Adélio Machado o seu único repetente, já que tanto Francisco Pita como Martine Pereira alinham na prova pela primeira vez.

    Recuperado a quase 100 por cento do acidente que protagonizou há um ano num teste em Marrocos, Adélio Machado avança para o seu terceiro Dakar com a ambição em alta: "O objectivo é tentar ganhar a categoria T2. Sinto-me bem preparado fisicamente após o teste que fiz no Pax Rally e sei que conto com um carro bastante fiável".

    Falhada a estreia em 2008, Francisco Pita espera aproveitar "a experiência ganha no Rali da Tunísia para chegar ao fim e, principal objectivo, tentar ficar à frente do Adélio", prometeu o bem disposto homem do jet-sky.

    Mais comedido nas suas ambições, "até porque só fiz ainda um treino no Toyota e a única experiência que tenho em competição é na Velocidade", Martine Pereira garante que tudo fará "para ajudar a equipa a colocar os três carros no final".AS

  4. #109
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão Bianchi Prata troca Yamaha por... BMW


    Marcada para amanhã (terça-feira), no espaço Café In, em Lisboa, a apresentação da equipa Bianchi Prata para o Dakar 2009 será inevitavelmente marcada pela revelação de uma nova e inesperada parceria com a BMW Portugal, preparando o regresso da marca bávara a uma prova que já venceu por duas ocasiões (1999 e 2000), ambas por intermédio do já desaparecido Richard Sainct.

    Embora mantendo intacta a sua estrutura de apoio, tanto Pedro Bianchi Prata como o estrante Luís Ferreira (benjamim de toda a comitiva lusa) trocam, assim, as Yamaha WR 450 com que chegaram a estar inscritos na prova sul-americana pelas novas BMW G 450X.

    Estas novas motos estão especialmente preparadas para provas de Enduro, numa associação que promete dar outra visibilidade e prestígio à equipa sediada em Vila Nova de Gaia.AS

  5. #110
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão Carlos Sousa: "É a decisão mais acertada"

    Após uma semana de intensas negociações, Carlos Sousa colocou na última sexta-feira um ponto final no "dossier" Dakar 2009, confirmando a sua ausência na América do Sul após uma última e decisiva reunião com a TMN.
    Carlos Sousa: "É a decisão mais acertada" -

    "Acho que foi a decisão mais acertada, mesmo se tomada contra a família, alguns amigos e até alguma Imprensa, pois todos achavam que eu não deveria perder este Dakar. Contudo, e hoje posso dizê-lo, é um grande peso que me sai de cima, pois não me sentia preparado para disputar este Dakar, nem física nem psicologicamente", revelou o piloto ao AutoSport.

    Presença assídua no Dakar desde 1996, falhando apenas uma edição (em 2004) e não concluindo uma outra (em 2000) por acidente, Carlos Sousa tinha planeado disputar o Argentina-Chile ao volante de um BMW X3 da equipa X-Raid, mesmo se nas última semanas ainda foi desafiado para guiar um Proto Dessoude 05, a convite do próprio André Dessoude. "Era uma proposta simpática, mas que também acabou por ser rejeitada", explicou.

    "Sinceramente, aquilo que mais lamento é ter perdido a oportunidade de conhecer este novo Dakar. Mas se o fizesse, poderia estragar tudo o que está para trás. Assim, prefiro começar já a preparar o projecto para 2009, nomeadamente o meu regresso ao Campeonato Nacional, também porque sinto a necessidade de disputar uma época completa, ganhar umas provas, perder outras e, sobretudo, regressar em grande em 2010", prometeu.
    AS

  6. #111
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão Paulo Marques não vai ao "Dakar"

    A exemplo de Carlos Sousa, igualmente de fora em 2009 ficará Paulo Marques, o ainda recordista de presenças (14) entre os portugueses. Sem conseguiu reunir os apoios necessários e, ainda por cima, confrontado com a renúncia do seu navegador, Octávio Araújo, o famalicense é a segunda baixa confirmada entre o pelotão automóvel, agora reduzido a sete equipas.

    Já Miguel Barbosa mantém ainda a dúvida sobre a sua inscrição, após a X-Raid ter novamente algargado o prazo para uma resposta final: "Deram-me mais uns dias para decidir, embora continue na mesma situação que estava há uma semana. Por isso, e se tivesse que decidir agora, a resposta seria negativa".AS

  7. #112
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão Pedro Bianchi Prata anunciou ligação à BMW Motorrad Portugal


    Pedro Bianchi Prata e Luís Ferreira são os dois pilotos que a equipa Bianchi Prata/CIN vai levar ao 'Dakar' Argentina-Chile, num dia que se ficou a conhecer, oficialmente, a nova moto da equipa: a BMW G 450 X, recentemente lançada pela marca Alemã.
    Pedro Bianchi Prata anunciou ligação à BMW Motorrad Portugal -

    "A equipa desde a sua formação tem lutado muito para conquistar títulos nacionais e internacionais, mostrando a força de vontade de ultrapassar obstáculos e ir cada vez mais longe como equipa. Foi ao longo de vários anos a enfrentar desafios em terrenos diferentes e complicados, que fomos mostrando o nosso empenho e profissionalismo. Após tantos anos de muito esforço conjunto e de bastante trabalho, é com muito orgulho que comunico esta nova parceria com a BMW Motorrad Portugal. Depois de semanas de testes nas motos, posso dizer que são de fácil condução e têm uma tecnologia revolucionária, com uma ciclística completamente diferente do que estava habituado. Para esta participação no Dakar já estivemos a fazer as alterações necessárias para adaptar a moto às exigências dos diversos terrenos que vamos enfrentar, sendo o nosso objectivo é chegar nos 10 primeiros lugares da classe", afirmou o Pedro Bianchi Prata.

    Luís Ferreira, piloto da equipa que irá acompanhar Pedro Bianchi Prata neste desafio do Dakar 2009, sublinhou ainda que "a minha primeira reacção quando soube que íamos passar a correr com a marca BMW foi de surpresa e entusiasmo. Afinal é uma das marcas com mais prestígio no mercado. Já tinha ouvido falar muito bem das novas motos e fiquei imediatamente curioso para experimentá-las. Assim que andei numa, soube logo que seria uma boa aposta para o Dakar 2009. A moto é fácil de conduzir, é mais estreita e boa a curvar. Tem um motor muito forte mas a condução é suave e a velocidade de ponta é superior ao que estava habituado." AS

  8. #113
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão Bonificações em três provas do CPTT de 2009

    Depois de conhecido o calendário do próximo ano, a FPAK divulgou agora o regulamento desportivo do Campeonato de Portugal de Todo-o-Terreno de 2009. Tal como se esperava, as principais alterações dizem respeito às pontuações e, sobretudo, ao esquema de bonificações, alargado a mais duas provas no próximo ano.

    De forma sucinta, fique a conhecer as principais novidades do regulamento:

    - Em 2009, a atribuição de pontuações-bónus deixará de ser um exclusivo do Rali Vodafone Transibérico, alargando-se também à Baja Terras d'el Rei e à Baja Portalegre 500, embora estas duas com um esquema alternativo.

    - Ao invés dos actuais 23 pontos, o Transibérico terá agora agora um máximo de 20 pontos em disputa. O princípio base é o mesmo do ano anterior, obtendo as equipas uma pontuação base para o CPTT consoante a classificação final obtida na prova e, adicionalmente, uma pontuação-bónus correspondente à pontuação (100 por cento) que tenham obtido na melhor das etapas (consideradas isoladamente).

    - Às equipas que não cumpram a totalidade do percurso do Transibérico mas que hajam disputado integralmente mais do que duas etapas, ser-lhes-á atribuída exclusivamente uma pontuação-bónus, correspondente a 50 por cento da pontuação obtida na melhor das etapas, para um máximo de cinco pontos.

    - No caso das bajas Terras d'el Rei e Portalegre 500, os pilotos poderão agora aspirar a um máximo de 15 pontos, juntando-se à pontuação base obtida no final da prova uma pontuação-bónus correspondente a 50 por cento da pontuação obtida na melhor das etapas da prova.

    - No caso das equipas que cumpram apenas uma etapa destas duas bajas, ser-lhes-á atribuída exclusivamente uma pontuação-bónus, correspondente a 50 por cento da pontuação obtida nessa etapa, num máximo de cinco pontos.

    - No que se refere aos agrupamentos (T1, T2 e T8), serão agora retiradas cinco pontuações possíveis no Transibérico (no final de cada etapa) e duas nas bajas Terras d'el Rei e Portalegre 500. Sendo assim possível obter um máximo de 14 pontuações no final do ano, serão consideradas para efeitos de classificação nos respectivos campeonatos um máximo de dez pontuações, eliminando-se as piores obtidas.

    - Para efeitos de classificação no Campeonato Absoluto, todos os concorrentes que estejam inscritos no CPTT e se classifiquem a partir do nono lugar (inclusive) prova obterão um ponto em cada prova, mantendo-se inalterado o restante esquema para os oito primeiros.AS

  9. #114
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão Regresso a África em 2010?

    Ainda o Dakar não atravessou o oceano e já os organizadores admitem a hipótese da prova regressar às suas origens em 2010.
    Regresso a África em 2010? -

    De acordo com Etinenne Lavigne, a Amaury Sport Organization (ASO) estará já em negociações com os governos da Tunísia, Líbia e Egipto para um hipótetico retorno ao continente africano, num trajecto muito semelhante ao que foi ensaiado este ano pela NPO durante o Rali da Tunísia.

    A televisão pública espanhol (TVE) anunciou mesmo que já se realizaram os primeiros reconhecimentos no terreno. Evitando qualquer regresso a países mais problemáticos em matéria de segurança, como Marrocos, Mauritânia e, por consequência, o próprio Senegal, a mesma fonte admite que o final da prova poderia ser transferido para o Qatar ou Emirados Árabes Unidos, já que é condição obrigatória a chegada ser junto a uma cidade portuária. Mais problemático será escolher um ponto de partida na Europa, pois se algumas notícias sugerem as cidades de Castellón (Espanha) ou Marselha (França) como hipóteses mais prováveis, advinha-se que a João Lagos Sports tentará fazer valer o acordo com a ASO para uma nova partida de Portugal logo o Dakar regresse efectivamente a África.AS

  10. #115
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão "Acho que este Dakar vai ser o melhor de sempre"

    Quando no próximo dia 3 de Janeiro, em Buenos Aires, partir para a primeira etapa do Dakar Argentina-Chile, Ricardo Leal dos Santos estará a dar início à sua sétima participação no mais duro rali do mundo. Uma participação onde joga uma forte aposta.

    Primeiro piloto português a aventurar-se no Dakar em Quad conseguiu a proeza de levar a sua moto até final, na edição de 2003, depois de, ainda no início da corrida, ter sido vítima de um brutal acidente, quando um buggy Schlesser o abalroou.

    No ano em que pela primeira vez se aventurou de carro e concluiu o Dakar com sucesso, conquistou o título mundial em Quads. A sua experiência nas motos permitiu-lhe enfrentar mais um novo desafio ao participar a Solo nas edições de 2006 e 2007. Uma vitória e um 2º lugar é um saldo extremamente positivo complementado com um andamento cada vez mais vivo bem evidenciado nas provas internacionais e nacionais em que participou durante a corrente temporada onde foi sistematicamente um dos melhores portugueses e se intrometeu sempre entre as mais fortes formações internacionais.

    "Ser a melhor equipa nacional"

    Para o Dakar 2009 o piloto, não esconde as suas ambições. "A minha aposta passa em primeiro lugar por ser a melhor equipa nacional mas acredito que posso também lutar com as melhores formações privadas 4x4 e a minha meta é terminar no pódio reservado a esta classificação."

    A acompanhar Leal dos Santos vai estar o experiente Filipe Palmeiro. "A presença do Filipe é uma enorme mais valia para este desafio. A sua experiência em provas internacionais é muito grande e seus últimos dois anos foram cumpridos na equipa da BMW", salienta o piloto.

    A novidade de a prova se realizar no continente sul americano é para Ricardo Leal dos Santos uma excelente opção. "Já corri na Argentina em 2004, onde venci uma prova da Taça do Mundo nos Quad e a imagem que transporto comigo desses dias é fantástica. Acho que este Dakar vai ser o melhor de sempre. As pistas são muito variadas e são todas magníficas para competição em todo o terreno. As paisagens são lindíssimas e as pessoas são de uma enorme simpatia."

    O Dakar Argentina-Chile terá pré-verificações em França, com embarque no Havre a 26 e 27 de Novembro. Em Buenos Aires completar-se-ão as verificações a partir do dia 31 de Dezembro estando a partida para a primeira etapa marcada para o dia 3 de Janeiro de 2009.

    AS

  11. #116

    Registo
    Sep 2007
    Idade
    44
    Posts
    3.920

    Padrão 24 Horas TT Vodafone - Vila de Fronteira (Programa)

    24 Horas TT Vodafone - Vila de Fronteira (Programa)

  12. #117

    Registo
    Sep 2007
    Idade
    44
    Posts
    3.920

    Padrão 24 Horas TT Vodafone - Vila de Fronteira (Zonas de Espectáculo)

    Zonas Espectáculo
    Com o intuito de se evitarem danos nas propriedades envolventes do Terródromo de Fronteira, que podem por em causa o futuro das 24 Horas TT Vodafone-Vila de Fronteira, o ACP, a Câmara Municipal de Fronteira e os proprietários dos terrenos decidiram criar dois tipos de Zona Espectáculo.

    Zona Espectáculo (ZE)
    Local onde o publico irá aceder para observar os concorrentes, deixando a viatura em parque previsto para o efeito, exterior ao circuito.

    Zona Espectáculo Camping (ZEC)
    Local previamente definido pelo organizador que permite colocar a viatura dentro do circuito e aí observar a prova numa posição privilegiada com todas as garantias de comodidade que o espaço pode proporcionar.
    Nestas Zonas irão existir alguns condicionalismos nas entradas e saídas.
    O horário de acesso a estes locais é o seguinte:
    Sexta-feira dia 28 de Novembro – Treinos
    Entrada – Entre as 10h00 e as 12h00
    Saída – Após as 19h00
    Sábado dia 29 de Novembro – Warm Up e Prova
    Entrada – Entre as 07h00 e as 09h00 e entre as 13h00 e as 13h30
    Saída – Entre as 13h00 e as 13h30
    Domingo dia 30 de Novembro – Prova
    Saída – A partir das 16h00
    Os interessados em permanecer nas ZEC deverão providenciar os meios necessários para foguear em segurança e não poderão de maneira alguma cortar árvores.
    Nota:
    A presença de viaturas em qualquer outro local que não os definidos pelo organizador é proibida e poderá ser considerado “invasão de propriedade privada “, situação prevista e punida pelos artigos 191º, 212º e 213º do Código Penal.

    O futuro desta prova depende, em parte, da atitude dos espectadores, por isso mais uma vez apelamos a todos o cumprimento e compreensão das normas por nós estabelecidas.

    Zona das Boxes
    Existira, à semelhança das anteriores edições, um espaço delimitado por rede (corredor) que permitirá ao público apreciar os trabalhos nas boxes. Este ano e por questões de dimensão, o “corredor” terá o espaço mais reduzido, pelo que poderão existir alguns condicionalismos.
    Existem mais dois locais onde o público poderá observar parte das boxes e recta da meta. Um deles, junto aos bares e tasquinhas, dispõe de um écran gigante que permitirá acompanhar as transmissões directas da RTP 2 ao longo da prova (das 15 às 16.00 horas, sábado e domingo). O outro local previsto situa-se no interior do circuito, com acesso descrito nos “ Acessos ZE”.
    Estradas condicionadas
    Por razões de controlo de acessos ao interior do percurso, o ACP e a GNR decidiram condicionar o tráfego na estrada que liga Cabeço de Vide a Fronteira e vice versa (pelo Monte do Cego) e direccionar o trânsito por uma outra municipal até à EN 245, que liga Alter do Chão a Fronteira.
    Na mesma situação estará a estrada de terra que liga Cabeço de Vide a S. Saturnino.
    Estes condicionalismos irão por certo causar algum incómodo, sobretudo aos habitantes locais. A eles, apresentamos desde já as nossas desculpas e o nosso pedido de compreensão.

    Acessos às ZE / ZEC

    ZE 1 Fronteira
    A ZE1 situa-se em frente ás Boxes, no interior do circuito e permite observar parte da recta da meta e a curva no final da mesma.
    Acesso:
    A partir de Fronteira, devem estacionar as viaturas na Zona Industrial ou junto à estação de caminho de ferro, e dirigir-se em direcção ás Boxes pelo asfalto que se situa a sul das mesmas, seguindo as indicações dos comissários e elementos da GNR que se encontram no local.

    ZE 2 – Herdade Grande
    A Zona Espectáculo 2 situa-se junto à EN 243, que liga Fronteira a Monforte, num local onde o percurso passa próximo da referida estrada.
    Com estacionamento junto à EN, os espectadores podem deslocar-se a pé cerca de 500m e observar a passagem da primeira ribeira do circuito.
    Para além da linha de água, existem outros motivos de interesse entre esse ponto e o parque de estacionamento, como por exemplo, zona de curvas com boa visibilidade.
    Acesso:
    Desde Fronteira, seguir direcção Monforte. A ZE 1 situa-se a cerca de 5 km de Fronteira.
    De Lisboa, seguir pela A6 até Estremoz e IP 2 para Portalegre. Antes de Monforte, seguir pela esquerda direcção Fronteira. Após cerca de 10 Km encontra a ZE 1.

    ZE 3 – Monte do Burrinho
    A primeira das grandes passagens de água do circuito. É um local onde se pode observar, ainda antes do atravessamento da Ribeira Grande, um salto a descer que proporciona sempre belas imagens.
    Acesso:
    O acesso a esta zona é exactamente o mesmo que o acesso à ZE 2, excepto que a saída da EN 243 para aceder ao local, far-se-á cerca de 500m após a outra, vindo de Fronteira e cerca de 500m antes vindo de Monforte.
    Após saída do asfalto, seguir por um percurso de terra com 3km de extensão até ao parque de estacionamento próximo da ZE 3. Este percurso está devidamente sinalizado e é proibido circular fora do caminho. Ainda antes do parque de estacionamento, existe uma pequena ribeira que, em caso de muita chuva, poderá dificultar a passagem de carros ligeiros. Em condições atmosféricas bastante adversas, esta zona poderá ser recomendável só a veículos 4x4.

    ZEC 1 – Monte do Burrinho
    Esta primeira ZEC é quase coincidente com a ZE 3. A diferença acontece pelo facto de ser permitido estacionar os veículos no interior do circuito na zona do salto até à ribeira.
    O acesso a esta zona é condicionado aos horários anunciados.

    ZE 4 – Monte do Cego
    A segunda passagem na Ribeira Grande.
    Pela facilidade de acesso, esta é normalmente a mais procurada das ZE.
    Ainda antes da passagem na água, podem observar-se os concorrentes no final de uma zona muito rápida que termina com uma descida de 50m e uma curva à esquerda de 90º. Após a travessia da ribeira, um salto fecha esta espectacular sequência de condução neste circuito de 17km.
    Acesso:
    O acesso a esta Zona faz-se a partir de Fronteira, seguindo as indicações Cabeço de Vide. Junto ao asfalto encontra dois parques de estacionamento onde deverá deixar a viatura e seguir a pé cerca de 200m.
    Como referido, por motivos de segurança, esta estrada encontra-se cortada ao trânsito junto ao Monte do Cego e junto a Cabeço de Vide.
    Assim, o acesso à ZE 4 só é possível a partir de Fronteira.
    ZEC 2 – Monte do Cego
    Ocupando quase o mesmo espaço da ZE 4 encontra-se a segunda e última ZEC.
    Os pontos de observação são os mesmos da ZE 4.
    Tal como na primeira ZEC, os espectadores podem estacionar os veículos no interior do circuito em dois locais. O primeiro ainda antes da travessia da ribeira e o segundo após a ribeira na zona do salto.
    O acesso a esta zona é condicionado aos horários anunciados.
    Horário da Prova:
    Treinos – Sexta, 28 das 14h00 ás 18h30
    Warm Up – Sábado, 29 das 11h00 ás 12h30
    Inicio da Prova – Sábado, 29 ás 15h30
    Final da Prova – Domingo, 30 ás 15h30

  13. #118

    Registo
    Sep 2007
    Idade
    44
    Posts
    3.920

    Padrão 24 Horas TT Vodafone - Vila de Fronteira (Lista de Inscritos)

    24 Horas TT Vodafone - Vila de Fronteira (Zonas de Espectáculo)

  14. #119
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão Elisabete Jacinto e Leal dos Santos dão pontapé de saída para Dakar 2009


    O pioneiro Dakar Argentina-Chile só começa no dia 3 de Janeiro de 2009, mas para os portugueses Elisabete Jacinto e Ricardo Leal dos Santos a prova já teve um início simbólico na tarde de ontem, ao largarem do Padrão dos Descobrimentos.
    Elisabete Jacinto e Leal dos Santos dão pontapé de saída para Dakar 2009 -

    Para Elisabete Jacinto, piloto do Team Oleoban MAN Portugal, que já este ano esteve em destaque ao concluir o Rali da Tunísia em segundo, esta será a sua décima participação no Dakar, pese embora a primeira nos novos moldes da competição, condição idêntica para todos os outros participantes, de resto, mas que levanta muitas incógnitas quanto ao que se irá passar.

    "Depois de três anos em que, com pompa e circunstância, o Dakar partiu de Portugal, os acontecimentos de Janeiro de 2008 ditaram que a prova rumasse agora a outro continente. Vai ser, por certo, uma prova de grandes descobertas, razão pela qual faz todo o sentido que a partida simbólica tenha lugar no Padrão dos Descobrimentos", começou por salientar a piloto portuguesa.

    "O Todo-o-Terreno aventurou-se durante muito anos em África e parte agora rumo à América do Sul onde, no plano desportivo espero mostrar toda a nossa evolução e terminar entre os primeiros da classe onde o nosso MAN está inserido", acrescentou, ressalvando, contudo, que o seu "coração" continua em África.

    "A importância de África mantém-se e pela minha parte estou a trabalhar num projecto que pretende ser uma homenagem ao continente que, ao longo de dez anos, me proporcionou momentos tão ricos e inesquecíveis. Com inauguração agendada para 17 de Dezembro, vai estar patente aqui mesmo, no Padrão dos Descobrimentos, uma exposição fotográfica que se prolongará até Fevereiro", explicou.

    Leal dos Santos ambicioso

    Depois de se tornar pioneiro na prova em Quads, quando participou em 2006 naquela categoria, Riocardo Leal dos Santos virou a sua atenção para os automóveis, não escondendo as suas ambições: "A minha aposta passa em primeiro lugar por ser a melhor equipa nacional mas acredito que posso também lutar com as melhores formações privadas 4x4 e a minha meta é terminar no pódio reservado a esta classificação."

    No entanto, o facto de a prova ter mudado de continente até pode ser benéfica para o piloto português, que já conhece um pouco do ambiente e das provas naquela zona do Hemisfério Sul.

    "Já corri na Argentina em 2004, onde venci uma prova da Taça do Mundo nos Quad e a imagem que transporto comigo desses dias é fantástica. Acho que este Dakar vai ser o melhor de sempre. As pistas são muito variadas e são todas magníficas para competição em todo o terreno. As paisagens são lindíssimas e as pessoas são de uma enorme simpatia."AS

  15. #120
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão Miguel Barbosa confirma ausência do Dakar

    A deslocação do Dakar do continente africano para o sul-americano, bem como o clima financeiro pouco favorável a nível internacional, fez com que maior parte dos pilotos lusos não tivesse conseguido montar uma estrutura competitiva com vista à participação naquela prova.

    Hoje, foi a vez de Miguel Barbosa confirmar que não irá participar no Dakar 2009, apesar de todos os esforços do piloto e dos seus patrocinadores para montar um projecto desportivo que lhe permitisse estar presente à partida na América do Sul.

    "Fizemos tudo o que estava ao nosso alcance", começou por dizer Barbosa.

    "Temos de agradecer aos nossos patrocinadores pela disponibilidade demonstrada, contudo, sabemos que a situação económica mundial foi um factor decisivo para não conseguirmos viabilizar financeiramente o nosso projecto", explicou o piloto português, que irá concentrar todos os seus esforços no Nacional de Todo-o-terreno de 2009.AS

Página 8 de 44 Primeiro ... 7 8 918 ... Último

Tópicos Similares

  1. Passeio todo terreno
    Por cprcosta no fórum Convívios
    Respostas: 1
    Último Post: 22-12-2013, 21:55
  2. Road Books de Todo-Terreno
    Por satteam no fórum Automoveis Todo-o-Terreno
    Respostas: 7
    Último Post: 22-12-2009, 02:05
  3. Manuais de Viaturas Todo-o-Terreno
    Por F.B.I. no fórum Automoveis Todo-o-Terreno
    Respostas: 0
    Último Post: 03-01-2009, 23:03
  4. Todo o terreno
    Por Opium® no fórum Videos
    Respostas: 1
    Último Post: 26-04-2008, 23:33
  5. Todo-o-terreno no Piódão
    Por satteam no fórum Vídeos, Fotos e Eventos
    Respostas: 0
    Último Post: 28-03-2008, 00:52

Permissões de Postagem

  • Você não pode iniciar novos tópicos
  • Você não pode enviar respostas
  • Você não pode enviar anexos
  • Você não pode editar suas mensagens
  •  

Conectar

Conectar