Um jovem casal, ele com 29 e ela com 25 anos, foi ontem assaltado quando ia para casa, na Rua do Bolhão, no Porto, por dois indivíduos que simularam ser "sem-abrigo".


Os dois assaltantes estavam na entrada de um prédio daquela rua do centro da cidade do Porto - um deles deitado, o outro sentado. De repente, um levantou-se e dirigiu-se ao jovem, designer, morador naquela zona, perguntou--lhe onde era a estação de comboios. Sem esperar a resposta, encostou-o à parede e apontou-lhe uma pistola à barriga.

"Dá-me dinheiro ou mato-te", afirmou o assaltante, para espanto do jovem casal. Como na carteira que levavam não encontraram dinheiro, revistaram o jovem e retiraram-lhe o dinheiro que ele tinha num dos bolsos - 35 euros.

"Não quiseram mais nada, só dinheiro", explicou uma das vítimas, ao JN. "Não quiseram os nossos cartões multibanco nem os telemóveis", adiantou. "Roubaram o dinheiro e fugiram, a pé, para os lados da estação da Trindade".

Dado o alerta para o 112, a PSP foi rápida a chegar ao local do crime, com três carros-patrulha e outro descaracterizado. "A Polícia teve um comportamento exemplar. Foram supereducados e atenciosos", afirmou a vítima.

"Os polícias pareciam preocupados pelo facto de o assalto ter ocorrido à mão armada no centro da cidade. Parece que não é muito frequente. E andaram connosco pelas ruas da zona para tentar apanhar os assaltantes", acrescentou o jovem, já refeito do susto que apanhou a dois passos da sua residência.

Jornal de Notícias