Dados do INE mostram que o consumo privado desacelerou de “forma ténue” no quarto trimestre.






A actividade económica em Portugal estabilizou no mês de Dezembro, de acordo com a síntese económica de conjuntura de Janeiro divulgada esta manhã pelo Instituto Nacional de Estatística.

O indicador do INE para medir a actividade económica ficou em 1,6 pontos em Dezembro, igualando o registado no mês anterior. Desde Agosto, mês em que registou uma leitura de 2,4 pontos, que este indicador estava em queda.

A economia portuguesa registou uma contracção de 0,3% no quarto trimestre, face aos três meses anteriores, sendo que estes dados de hoje do INE mostram que a actividade económica terá estabilizado na recta final do ano.

Caso o PIB venha a registar nova queda em cadeia no primeiro trimestre do ano, a economia portuguesa entrará de novo em recessão.

Os dados hoje divulgados pelo INE indicam que o “contributo das exportações de bens e serviços para a variação homóloga do PIB foi ligeiramente inferior ao observado no trimestre anterior e o consumo privado desacelerou”.


Ainda assim, o INE classifica de “ténue” a desaceleração do consumo no quarto trimestre, “em resultado do contributo negativo da componente de consumo corrente”, uma tendência que será motivada pelas medidas de austeridade implementadas pelo Governo.

Contudo, em Dezembro o consumo privado terá recuperado, com o indicador quantitativo do INE para esta componente a subir de 1,9 pontos em Novembro para 2,4 em Dezembro.


Fonte: Jornal de Negócios