Um golo de Lionel Messi, aos 77 minutos, permitiu ao Barcelona vencer em Valência, quebrando assim o enguiço de Pep Guardiola que como treinador nunca tinha vencido no Mestalla. O resultado deixa os catalães a dez pontos sobre o Real Madrid, ainda mais obrigado a vencer o Málaga nesta quinta-feira, para voltar a fixar a diferença em sete pontos.

Com Ricardo Costa a jogar os 90 minutos no eixo da defesa, o Valência resistiu até 13 minutos do final, num jogo dominado pelo Barcelona. Aliás, só a invulgar ineficácia de Messi (três oportunidades desperdiçadas antes do golo) e algumas defesas de recurso do guarda-redes Guaita impediram que o triunfo «culé» se consumasse mais cedo, embora o Valência tivesse também duas ocasiões para abrir o marcador, uma das quais interrompida por um fora-de-jogo duvidoso a Jordi Alba.

Com Xavi de volta ao onze, Guardiola apostou na titularidade de Mascherano, acabando por retirar o argentino na segunda parte, lançando Pedro numa altura em que o Valência respondia bem à pressão.

O momento decisivo do jogo e, provavelmente, um dos momentos marcantes desta edição da Liga surgiu aos 77 minutos, com o brasileiro Adriano a ultrapassar Stankevicius antes de dar um passe de bandeja para a conclusão vitoriosa de Messi.

"MF"