A polícia lançou, esta sexta-feira, granadas de gás lacrimogéneo para dispersar manifestantes e impedir que se confrontassem com apoiantes da monarquia, perto do palácio real de Manama.

Segundo um jornalista da agência noticiosa francesa AFP, alguns manifestantes lançaram pedras em direcção à polícia, que se tinha interposto entre milhares de manifestantes e centenas de partidários do regime no bairro de Rafah.

Os apoiantes do regime, armados com bastões e facas, reuniram-se desde manhã no sector sunita de Rafah para tentar impedir os manifestantes de se aproximarem.

"Viva a monarquia do Bahrein", gritavam estes manifestantes que entoaram também "slogans" de apoio ao primeiro-ministro, Khalifa ben Salman, cuja demissão é pedida pela oposição.

"O povo quer a queda do regime", repetiram os manifestantes que se opõem à monarquia, muitos com bandeiras e flores que tentavam oferecer à polícia.

Segundo uma fonte citada pela agência noticiosa norte-americana AP, há feridos entre os manifestantes da oposição.

Jornal de Notícias