Mais de uma centena de pessoas de uma localidade na zona leste da República Democrática do Congo foram vítimas de violações e outro tipo de violência física entre 10 e 12 de Junho, revelaram os Médicos Sem Fronteiras, citados pela France Prese.

Diário Digital / Lusa