Pedro Passos Coelho anunciou hoje no Parlamento um ?imposto extraordinário que equivale a 50% do subsídio de Natal acima do salário mínimo?.

Na sua intervenção na abertura do debate do programa do Governo no Parlamento, o chefe de Governo afirmou que ? a fuga à realidade dará lugar adopção atempada de medidas? de antecipação e de prevenção.

Pedro Passos Coelho afirmou que o Estado das contas públicas o forçou a pedir mais sacrifícios aos portugueses, mas prometeu que esta ?contribuição especial? vai vigorar apenas este ano.

?Vivemos tempos muto difíceis e mais tormentas nos esperam?, sublinhou.

EM ACTUALIZAÇÃO

In:RR.pt