O comandante nacional de Operações de Socorro (CNOS), Vítor Vaz Pinto, disse hoje que os meios disponíveis para combater os incêndios florestais este ano vão responder com "eficiência e eficácia", apesar dos cortes no dispositivo devido à crise."Apesar dos cortes, que não são muito significativos, o dispositivo saberá responder com eficácia e eficiência de forma a minimizar as consequências dos incêndios florestais", afirmou à agência Lusa o novo comandante nacional, que substituiu Gil Martins.

Vítor Vaz Pinto, que já foi comandante do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Faro, manifestou "confiança" no dispositivo, considerando que "já atingiu maturidade e deu provas nos anos anteriores".



In: Rtp