Os internautas foram os primeiros a abraçar este universo, mas as empresas também já perceberam a importância que as redes assumem perante o consumidor, e apostam cada vez mais neste canal de comunicação.

"As marcas têm feito um bom trabalho de posicionamento e de engadgment com o consumidor, em alguns casos de forma muito inteligente e com muito sucesso", considera Elsa Fernandes, uma das responsáveis pela organização do evento que assinala em Portugal, esta quinta-feira, o Dia Mundial das Redes Sociais.

A gestora de marketing digital nota ainda que pela experiência que tem da utilização deste tipo de serviços, as redes sociais têm evoluído de forma bastante acelerada em Portugal.

"O exemplo mais popular é o Facebook, que conta com um elevado número de utilizadores portugueses, mas as outras redes sociais, embora não com tanta expressão, também têm um número de utilizadores bastante significativo", acrescentou, citada pelo jornal Sol.

Em declarações ao TeK, Pedro Camarez, outro dos dinamizadores da iniciativa que hoje acontece a partir das 18 horas no Porto, chama a atenção para as mudanças introduzidas pelos media sociais, que trouxeram "uma nova forma de interagir, uma nova forma de estar online", tanto para o internauta como para as empresas, e também "novas regras na forma como as marcas lidam com o consumidor".

Comemorações em português
Destinado a assinalar o sucesso do fenómeno e as mudanças que o mesmo tem imposto, o Dia Mundial das Redes Sociais também será comemorado em Portugal, mais precisamente no Porto, uma das mais de 1.300 cidades de mais de 90 países que aderiu ao evento, criado há um ano atrás pelo blog Mashable.

A partir das 18 horas, mais de 50 oradores estarão reunidos no Foyer da Exponor, num encontro onde é proibida a utilização de meios audiovisuais nas apresentações.

"O objectivo é assinalar a revolução que transformou os media electrónicos num ambiente eminentemente social", referiu Pedro Caramez, explicando que os participantes serão colocados a conversar e a interagir entre si.

"A nossa ideia é, no fundo, voltar ao que está na base de toda a interacção nas redes sociais, que é a conversa e o relacionamento entre as pessoas, mesmo que para isso se usem ferramentas tecnológicas mais ou menos avançadas", acrescentou Elsa Fernandes, citada pela Lusa.

O evento, que decorre entre as 18 e as 22 horas, poderá ser acompanhado via live streaming no site da iniciativa.

In:tek.sapo.pt