O imposto extraordinário anunciado hoje por Passos Coelho pode ser cobrado já nos próximos meses.

Uma das hipóteses, para evitar os problemas legais causados pela criação de um novo imposto, poderá ser a diluição do imposto pelo IRS que é cobrado todos os meses.

Ler mais em Dinheiro Vivo



In:JN