Os gastos dos estrangeiros em Portugal com cartões subiram 16,71% para 410 milhões de euros até Abril, face ao período homólogo, sendo os franceses os mais despesistas e os angolanos os que mais aumentaram os gastos, segundo a Visa Europe.

Segundo o estudo 'Visa Europe: Mediterranean Rim Tourism Monitor', a que a Agência Lusa teve acesso, os franceses foram os estrangeiros que mais despesas fizeram em Portugal, mantendo o primeiro lugar no ranking com 88 milhões de euros despendidos no período em análise, um aumento de 11,66% face aos primeiros quatro meses de 2010. O estudo revela ainda que Angola foi o país com maior aumento de despesas em Portugal, de 68,5%, ao passarem de 33 milhões de euros em 2010 para 56,9 milhões de euros este ano.

Os consumidores espanhóis diminuíram as despesas em 7,19%, quando comparado com os primeiros quatro meses de 2010, mas mantiveram a terceira posição do ranking dos dez principais países estrangeiros a consumirem bens e serviços em Portugal.

Mais gastos no comércio

O sector de retalho foi o que mais beneficiou da presença de turistas em Portugal, beneficiando de 76 milhões de euros de despesas de estrangeiros, seguindo-se a hotelaria com cerca de 53 milhões de euros.

Mas o sector com maior aumento de receitas oriundas dos cartões visa de débito e crédito e cartões comerciais foi o dos serviços de utilidade que cresceu 55%, enquanto o de aluguer de automóveis registou uma quebra de 3,7%.

O 'Visa Europe: Mediterranean Rim Tourism Monitor' avalia o perfil de despesas de turistas estrangeiros na Bacia Mediterrânica, calculada com base em dados da utilização de cartões Visa de débito, crédito e pré-pagos nos seis países da região: França, Itália, Portugal, Espanha, Grécia e Turquia.

Os visitantes estrangeiros destes seis países utilizaram os seus cartões para levantar 184 milhões de euros em dinheiro, entre Janeiro e Abril passados, mais 13,4% do que no mesmo período de 2010 (159 milhões de euros).

As despesas dos consumidores estrangeiros naqueles seis países da Bacia Mediterrânica aumentaram 14,24% naquele período, superando os 7,5 mil milhões de euros face aos 6,6 mil milhões de euros registados no período homólogo anterior.

Os consumidores do Reino Unido mantiveram a liderança dos dez povos estrangeiros com mais despesas naquela região, ao gastarem 1,3 mil milhões de euros, seguidos pelos franceses (871 milhões de euros) e norte-americanos (583 milhões de euros).

Os russos foram responsáveis pelo maior aumento homólogo nas despesas feitas com cartões Visa, passando de 261 milhões de euros nos primeiros quatro meses de 2010 para 394 milhões de euros no mesmo período deste ano, um crescimento de 50,65%.





In:JN