O primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, considera que Portugal sai de Bruxelas, após a cimeira extraordinária que decidiu um novo pacote de ajuda à Grécia, com melhores condições para cumprir com sucesso o seu programa de assistência financeira.

 

In:JN