O reator nuclear experimental na Bobadela e as refinarias da Galp no Porto e em Sines estão na lista de alvos de eventuais ataques identificados por Anders Breivik no âmbito do seu plano para derrubar o multiculturalismo na Europa.O autor dos atentados de sexta-feira na Noruega, que causaram a morte a mais de 90 pessoas, publicou na Internet um manifesto intitulado "2083 -- Declaração Europeia da Independência", com 1.518 páginas, em que explica detalhadamente o seu plano anti-multiculturalismo e anti-islamização da Europa, acompanhado por um vídeo no YouTube, entretanto removido.

O norueguês de 32 anos apresenta no documento, que diz ter elaborado nos últimos nove anos através de um investimento de 317 mil euros e em colaboração com outros "indivíduos corajosos de todo o mundo", o que considera a "única solução para os problemas atuais da Europa Ocidental e como a resistência deverá atuar nas próximas décadas".



In: Rtp