Um monge tibetano morreu após imolar-se pelo fogo na província chinesa de Sichuan, em protesto contra a ocupação do Tibete pela China, naquele que foi o segundo incidente do género este ano na região.

O monge Tsongwon Norbu, de 29 anos, do mosteiro tibetano de Nyitso, no distrito de Dawu, imolou-se na segunda-feira, cerca das 12:40 locais (05:40 em Lisboa), segundo as autoridades locais.

De acordo com um comunicado da organização Free Tibet, sedeada em Londres, o monge bebeu gasolina e despejou o produto pelo corpo e túnica, incendiando-se de seguida.



lusa