Anderson Luiz Da Silva, Luisão para o mundo do futebol, prepara-se para alcançar um feito histórico, depois de amanhã, frente ao Feirense, para a segunda jornada da Liga, no Estádio da Luz: o defesa central de 30 anos vai realizar o jogo 300 pelos encarnados, em todas as provas oficiais.

Trata-se de uma marca ao alcance de poucos em 107 anos de história do clube.

Apenas 24 jogadores completaram mais partidas com a camisola encarnada, e todos, sem excepção, são portugueses, e a esmagadora maioria actuou nas décadas de 60 e 70, quando os mercados eram muito mais fechados e a permanência de um jogador num único emblema era a regra e não excepção.

O facto de Luisão estar próximo de cumprir o encontro 300 significa que já tem muitos anos de clube: iniciou agora a nona época ao serviço do Benfica, longevidade pouco comum no futebol português (o amigo e compatriota Anderson Polga tem percurso igual no Sporting, pois ambos chegaram a Lisboa em 2003) e muito menos na Luz, palco que tem sido plataforma giratória de futebolistas nos últimos 20 anos.


A Bola