A notícia é do jornal AS e dá conta de algum mal estar entre elementos da direcção merengue em relação à acção de José Mourinho no final do jogo com o Barcelona, quando meteu um dedo no olho direito do adjunto de Pepe Guardiola no Barcelona, Tito Vilanova. A verdade é que o clube de Madrid ainda não tomou qualquer posição oficial sobre os incidentes de quarta-feira à noite.

Não é citado qualquer nome da cúpula do Real Madrid, mas, segundo o AS, um dos integrantes da direcção liderada por Florentino Perez, que pediu anonimato, lamentou o comportamento do treinador português.

«José Mourinho é o primeiro a saber que o que se passou não é dignificante nem para ele nem para o clube. Ainda assim, também temos de ter em conta que Tito Vilanova não parou de se dirigir ao nosso banco em termos insultuosos e provocatórios.

" a bola "