1. #1
    Avatar de florindo
    Registo
    Oct 2006
    Posts
    38.090

    Padrão PJ detém condenado norte-americano em fuga há 41 anos



    PJ detém condenado norte-americano em fuga há 41 anos

    A Polícia Judiciária capturou, nos arredores de Lisboa, um cidadão norte-americano, condenado por homicídio e que estava fugido às autoridades do seu país há 41 anos, tendo ficado em prisão preventiva em Portugal.

    Fonte policial confirmou hoje a detenção de George Wright, na segunda-feira, pela Unidade de Investigação Criminal da PJ.

    A mesma fonte adiantou que o cidadão norte-americano residia num concelho limítrofe de Lisboa, sob identidade falsa, há cerca de 20 anos.

    A detenção do homicida resultou de uma investigação da PJ em colaboração com as autoridades norte-americanas e a Interpol.

    O norte-americano foi ouvido hoje por um juiz do Tribunal da Relação de Lisboa, que lhe decretou a prisão preventiva, enquanto decorrem os trâmites de uma possível extradição.

    A mesma fonte policial garantiu à agência Lusa que o cidadão não cometeu qualquer crime grave em Portugal, a não ser residir sob identidade falsa.

    Entretanto, a Lusa contactou a direcção nacional da PJ para obter mais pormenores, mas esta não quis prestar esclarecimentos sobre o caso.

    A detenção de George Wright foi avançada esta tarde pela agência Associated Press (AP), que indicou que este tinha sido condenado a uma pena de entre 15 e 30 anos por um homicídio cometido em 1962.

    Segundo a mesma agência, Wright fugiu da cadeia de Bayside, em Leesburg (Nova Jérsia) em 1970 e, dois anos mais tarde, desviou um avião de uma companhia aérea norte-americana.

    Segundo a AP, Wright foi condenado pelo homicídio, em 1962, de Walter Patterson, o proprietário de uma bomba de gasolina em Wall, Nova Jersia, um veterano da II Guerra Mundial e pai de dois filhos.

    O condenado terá também cometido vários assaltos à mão armada no mesmo ano e com a ajuda de três cúmplices, que também foram detidos na altura.

    Segundo o FBI, Wright era militante do grupo clandestino Exército de Libertação Negra que, em 1972, sequestrou um avião da Delta Air Lines que voava de Detroit para Miami.

    Depois de ter libertado os passageiros, a troco de um milhão de dólares, (o mais alto resgate pago até então), os piratas do ar obrigaram o comandante a voar até Boston e depois para a Argélia, onde pediram asilo.

    O governo argelino devolveu o avião e o resgate aos EUA, a pedido do governo norte-americano, e deteve os sequestradores temporariamente.

    Os cúmplices de Wright foram presos, julgados e condenados em Paris em 1976.

    Wright foi o único que se manteve em fuga, até ser capturado segunda-feira pelas autoridades portuguesas.


    Lusa / SOL

  2. #2
    Avatar de florindo
    Registo
    Oct 2006
    Posts
    38.090

    Padrão Fugitivo americano confirmou factos que levam à sua extradição



    Fugitivo americano confirmou factos que levam à sua extradição

    O homem de origem norte-americana detido na segunda-feira pela Polícia Judiciária, em Colares, Sintra, reconheceu a veracidade dos factos que constam do seu pedido de extradição pelas autoridades dos EUA, disse hoje à Lusa fonte judicial.

    A mesma fonte adiantou que George Wright, que se evadiu de uma cadeia norte-americana há 41 anos, opôs-se à extradição e manifestou a intenção de não cumprir a restante pena de prisão nos EUA, onde foi condenado em 1962 por homicídio.

    A fonte revelou ainda à agência Lusa que, até ao momento, o detido, que está em prisão preventiva ao abrigo do processo de extradição, não está indiciado pela prática de qualquer crime em Portugal.

    George Wright apresentou um bilhete de identidade (BI) português, emitido pelos Serviços de Identificação de Lisboa em 19 de Agosto de 2004, em nome de José Luís Jorge Santos, nascido a 29 de Março de 1943.

    Da documentação apresentada às autoridades judiciárias consta ainda que o cidadão é natural da Guiné-bissau, país onde pediu asilo político na década de 80.

    Neste momento as autoridades portuguesas estão a investigar a forma como obteve o BI português, sem levantar suspeitas.

    George Wright, de 68 anos, norte-americano condenado por homicídio e procurado há 41 anos pelas autoridades dos EUA, foi detido na segunda-feira em Sintra pela PJ em cumprimento de um mandado de detenção internacional e encontra-se em prisão preventiva.

    O Tribunal da Relação irá agora decidir uma eventual extradição, a que o detido se opõe.

    Vivia há cerca de 20 anos em Portugal sob identidade falsa, com o nome de José Luís Jorge dos Santos, tem dois filhos de 24 e 26 anos e é casado com uma cidadã portuguesa.

    George Wright foi condenado em 1962 por homicídio e fugiu da cadeia de Bayside, em Leesburg (Nova Jérsia), em 1970, após cumprir sete anos de cadeia.

    Dois anos mais tarde participou com vários cúmplices no desvio de um avião de uma companhia aérea norte-americana para a Argélia. Antes de se fixar em Portugal viveu ainda na Guiné-Bissau.


    Lusa/SOL

Tópicos Similares

  1. Respostas: 0
    Último Post: 09-07-2010, 09:59
  2. Respostas: 0
    Último Post: 30-01-2010, 12:21
  3. Respostas: 0
    Último Post: 14-12-2009, 21:20
  4. Respostas: 0
    Último Post: 05-11-2009, 00:17

Permissões de Postagem

  • Você não pode iniciar novos tópicos
  • Você não pode enviar respostas
  • Você não pode enviar anexos
  • Você não pode editar suas mensagens
  •  

Conectar

Conectar