Pape Sow marca ao cair do pano e alimenta sonho da Académica


Um golo de Pape Sow, em cima do apito final da partida, valeu esta noite a vitória da Académica sobre a Oliveirense (1-0), em partida da primeira mão das meias-finais da Taça de Portugal.

A Briosa partirá assim em vantagem para o encontro da segunda mão, a 8 de Fevereiro, agora na casa da equipa que milita na Linga de Honra (em princípio o jogo será disputado em Santa Maria da Feira).

No entanto, o magro triunfo da equipa de Coimbra deixa bem expostas as dificuldades que a Oliveirense poderá criar, principalmente pela (boa) primeira parte que realizou no Cidade de Coimbra.

Com efeito, a equipa de Oliveira de Azeméis dispôs sempre das melhores iniciativas, perante Académica que se mostrou então muito apática, sem capacidade organizativa e sempre muito longe da baliza, isto apesar de contar com forte apoio dos seus adeptos.

Na segunda parte, contudo, tudo se alterou.

A Oliveirense durou pouco mais de 10 minutos e foi encolhendo cada vez mais o seu jogo, em sentido completamente inverso ao da Académica.

O cerco à baliza de Bruno Sousa foi sufocante nos últimos minutos e o esforço acabou recompensado com o golo de Pape Sow, dando a melhor sequência de cabeça a canto batido da esquerda.



A Bola