TDT: Emissor analógico do Monsanto é desligado quarta-feira


O emissor analógico do Monsanto, em Lisboa, vai ser desligado na próxima quarta-feira devido à migração para a Televisão Digital Terrestre, abrangendo dois milhões de telespectadores nos distritos de Lisboa, Santarém, Setúbal e Évora, informou hoje a ANACOM.

A Autoridade Nacional de Comunicações (ANACOM) refere, em comunicado, que, em simultâneo com o transmissor do Monsanto, serão desligados os retransmissores do Areeiro, Barcarena, Caparica, Carvalhal, Cheleiros, Estoril, Graça, Montemor-o-Novo, Odivelas, Sintra, Malveira, Sobral de Monte Agraço, Coruche e Cabeção.

Este é o maior apagão previsto para a primeira fase da migração para a Televisão Digital Terrestre (TDT) que abrange toda a faixa litoral de Portugal Continental, diz a ANACOM, aconselhando, mais uma vez, «todos os telespectadores que ainda não tomaram medidas para proceder à migração que verifiquem previamente se estão numa zona de cobertura terrestre ou numa zona de cobertura digital».

A verificação pode ser feita através da linha gratuita 800 200 838 ou do site TDT - Televisão Digital Terrestre.

Segundo a ANACOM, as informações recolhidas junto da população, no início de Janeiro, mostravam que cerca de 70 por cento dos telespectadores já tinham feito a migração, e cerca de 20 por cento contava fazê-lo a tempo do desligamento.

As vendas de descodificadores e aparelhos de televisão compatíveis com a Norma MPEG 4 aumentou substancialmente no final do ano passado, tendo sido vendidos mais de 800 mil televisores adaptados para a TDT e mais de 420 mil descodificadores.

Dos televisores vendidos, metade terão sido comprados por pessoas que precisavam de migrar para a TDT.

A ANACOM alerta para a necessidade de os telespectadores se preparem atempadamente para a TDT, reduzindo assim os riscos de ficarem temporariamente sem televisão.

«Em alguns casos poderá ser necessário reorientar as antenas, e algumas pessoas poderão necessitar de recorrer a serviços técnicos para o fazer, pelo que se deixarem para o último momento poderão ficar sem ver televisão», avisa.

O desligamento do emissor analógico de Monsanto é o terceiro da primeira fase do «switch off» analógico, depois de Palmela e da Fóia (Monchique). No total, estes três desligamentos abrangem perto de 3 milhões de pessoas.

O sinal digital de televisão cobre 100 por cento do território nacional desde Dezembro de 2010.


Lusa/SOL