Nova «bomba» da marca italiana mantém as características tradicionais das berlinettas gran turismo da Ferrari, com um enorme e potente de doze cilindros em V em posição dianteira-central

É o Ferrari de estrada mais potente de sempre e chama-se F12berlinetta. A nova «bomba» da marca italiana mantém as características tradicionais das berlinettas gran turismo da Ferrari: enorme e potente motor de doze cilindros em V, colocado em posição dianteira-central.

A nova máquina de sonho da marca do «Cavallino Rampante» procura retirar protagonismo ao Lamborghini Aventador LP700-4 e evidencia uma clara rutura estética em relação ao seu antecessor, o 599 GTB Fiorano, apostando numa imagem muito mais "técnica e moderna", confirmando assim a promessa de uma revolução anunciada pelo construtor.

Está equipado com um motor V12 de 6,25 litros de cilindrada, com distribuição variável, injeção direta e construção em materiais leves, desenvolve 740cv às 8700 rpm e 690 Nm de binário máximo às 6000 rpm, ainda que a maioria deste binário esteja disponível desde as 2500 rpm, para garantir a melhor resposta do motor em qualquer situação.

Equipado com uma transmissão de sete velocidades com dupla embraiagem e diferencial eletrónico, o F12berlinetta acelera dos 0 aos 100 km/h em 3,1 segundos e chega aos 200 km/h em apenas 8,5 segundos. A velocidade máxima, segundo a Ferrari, fica acima dos 340 km/h.

A casa italiana refere ainda que no circuito de Fiorano, o F12 Berlinetta cumpre uma volta em 1m23s, mais rápido que qualquer outro modelo de estrada da marca italiana.

Apesar do aumento das performances, consumos e emissões diminuíram. A Ferrari anuncia para o F12 Berlinetta um consumo de 15l/100 km e 350 gr/km de emissões de CO2, o que contrasta com os 17,8 l/100 km e 415 gr/km do 599 GTB. Para isto contribui não só a tecnologia aplicada ao nível do motor, incluindo ainda sistema stop/start, mas também redução do peso na ordem dos 70kg.

O novo chassis spaceframe foi desenhado por Scaglietti com 12 tipos diferentes de ligas, algumas em estreia na indústria, e novas técnicas de montagem. Isto resultou num aumento de 20% na rigidez torcional do F12berlinetta e num peso de 1525 kg (menos 70 kg que o 599 GTB), com uma distribuição de peso de 46:54, com primazia para a secção traseira.

O F12 Berlinetta estará à venda no final deste ano com um preço que não andará muito longe dos 350 mil euros.
autoportal