TAP apresenta queixa na PJ por alegada venda ilegal de bilhetes




A TAP apresentou uma queixa na Polícia Judiciária (PJ) contra uma alegada venda ilegal de bilhetes de avião na zona Norte, que motivou a transportadora a avisar hoje os clientes através da publicação de um anúncio.

A TAP publicou hoje um anúncio nos jornais em que informa os seus clientes para a venda ilegal de bilhetes de avião em seu nome no Norte do país.

Contactado pela Lusa, o porta-voz da TAP, António Monteiro, referiu ter sido já apresentada «uma queixa na PJ» contra esta situação, não adiantando mais pormenores.

No anúncio publicado, a transportadora aérea nacional informa ter detectado que, «no Norte do país, actuam indivíduos que se intitulam parceiros da TAP, vendendo bilhetes de avião a preços muito inferiores aos das tarifas públicas».

«A TAP, que não se responsabiliza pelos prejuízos que venham a ocorrer com esta prática ilegal, aconselha os seus passageiros a só adquirirem bilhetes nos Agentes de Viagens credenciados ou directamente nos serviços», acrescenta o anúncio.


Lusa/SOL