As autoridades do Paquistão estão a preparar-se para um controlo mais apertado da Internet De acordo com a Associated Press o governo tem vindo a publicados vários anúncios nos jornais e online a solicitar às empresas o desenvolvimento de um software que permita o bloqueio e a filtragem de um cada vez maior número de conteúdos.

Segundo as associações de defesa da liberdade de expressão citadas pela agência de notícias, depois do surgimento destes anúncios o número de sites bloqueados no Paquistão tem vindo a aumentar. Refira-se que no país já há um controlo apertado do acesso à Internet, sendo proibido o acesso a sites de cariz pornográfico e a páginas Web consideradas contrárias aos ideais do Islão.

Em causa parece estar a criação de um sistema de controlo que permita bloquear 50 milhões de endereços Web, em vários idiomas, e de forma rápida.

Actualmente o controlo do acesso à Web é feito através da comunicação às empresas fornecedoras do serviço, via autoridade nacional das telecomunicações, aos quais não é permitido aceder.
SOL