O browser Chrome, da Google, foi o primeiro a cair num concurso de hackers destinado a identificar vulnerabilidades nos principais navegadores da InternetDepois de dois anos a sair ileso do concurso «Pwn2Own», o browser da Google foi este ano o primeiro a ver uma falha ser aproveitada pelos participantes na iniciativa, promovida no âmbito da conferência de segurança informática CanSecWest.
A falha em causa foi identificada e explorada com sucesso por uma equipa de investigadores de uma empresa francesa, que conseguiu fazer o que nos últimos anos nenhum participante do «Pwn2Own» tinha conseguido.
De acordo com o portal Computerworld, a proeza foi alcançada cinco minutos após o início da competição.
Além desta falha, num outro concurso semelhante organizado pela própria Google, denominado «Pwnium», a empresa anunciou que foi identificado o primeiro ataque com sucesso.
Nesta iniciativa específica, realizada à margem da conferência, a Google oferece recompensas a quem demonstrar ataques bem sucedidos contra o Chrome.

Um dia depois do Chrome ter caído às mãos dos hackers participantes no «Pwn2Own», foi a vez do Internet Explorer 9 sofrer, com a identificação de duas falhas através das quais os atacantes conseguiram ganhar o controlo de um computador portátil onde o browser da Microsoft estava instalado.

SOL