Governo está a estudar legalização de corridas de cavalos com apostas




A comissão interministerial que estuda a regulamentação do jogo online está também a ponderar a legalização das corridas de cavalos com apostas em Portugal, disse à Lusa o respetivo coordenador, Feliciano Barreiras Duarte.

«Ficou definido que iríamos também aprofundar a possibilidade de aprovar, pela primeira vez em Portugal, corridas de cavalos» com apostas, afirmou Barreiras Duarte, secretário de Estado Adjunto do ministro dos Assuntos Parlamentares, Miguel Relvas.
«Já existe em Portugal quem acompanhe estas matérias», acrescentou o secretário de Estado.

«Basta ir no verão a algumas zonas mais turísticas, como o Algarve, para ver muita gente a fazer apostas online nas corridas de cavalos em outros países».

A possibilidade de legalizar as apostas em corridas de cavalos já foi levantada por outros governos.

Ainda em 2010, o então ministro da Agricultura, António Serrano, mencionou um grupo de trabalho governamental que estudava a possibilidade das corridas de cavalos, recordando que já tinha havido «iniciativas anteriores», que se goraram em parte devido ao monopólio do jogo a dinheiro pela Santa Casa da Misericórdia de Lisboa e pelos casinos.

Já no ano 2000 as associações de criadores defendiam a legalização das apostas hípicas em Portugal como forma de dinamizar o setor económico da criação de cavalos.

«Esta é uma pretensão que tem vindo a subir de tom entre os autarcas das zonas mais associadas às chamadas economia tauromáquica e economia do campo», acrescentou Barreiras Duarte, notando que «não é por acaso que está presente nesta comissão o Ministério da Agricultura». A comissão presidida por Barreiras Duarte está a analisar a regulamentação do jogo online e tenciona concluir os seus trabalhos até final deste mês.


Lusa/SOL