John Travolta acusado de abusar sexualmente do seu massagista

O actor norte-americano John Travolta acordou esta quarta-feira com uma nova dor de cabeça. Depois de já ter sido aberto um processo com uma acusação semelhante, o actor é agora acusado de ter abusado sexualmente de um segundo massagista do sexo masculino.
O processo foi emendado ontem, terça-feira, depois de um homem não identificado, residente na Georgia, se ter juntado à acção legal de mais de um milhão e meio de euros contra a estrela de Pulp Fiction, escreve a BBC.
O caso remonta ao dia 28 de Janeiro, num hotel em Atlanta, onde o massagista alega ter sido tentado a ter relações sexuais com o actor, e vem juntar-se a um outro que, a confirmar-se, terá ocorrido no ‘Baverly Hills Hotel’ no passado dia 16 de Janeiro.
Referido nos documentos do tribunal como John Doe nº2, o massagista alega que Travolta lhe terá tocado nas pernas e nos genitais e tentado iniciar uma relação sexual durante uma marcação privada de massagem no hotel.
Em resposta, o advogado de John Travolta, que já acusara a primeira acusação de «fabricada», intitulou a nova acção de «tão ridícula como a anterior» e mostrou-se confiante de que o seu cliente sairá ilibado em ambas as «absurdas e fictícias» acusações.
O actor de Grease tem 58 anos e é casado com a também actriz Kelly Preston desde 1991.

SOL