Desmantelamento de plano da Al-Qaeda envolveu agente infiltrado

O plano de atentado à bomba engendrado pela Al-Qaeda no Iémen, cujo desmantelamento foi anunciado ontem pela CIA, foi na verdade travado por um agente dos Serviços de Informação norte-americanos que se fazia passar por membro daquele grupo terrorista.
Depois de se voluntariar para a missão, o suposto bombista suicida não fez mais do que entregar o sofisticado dispositivo aos seus superiores da CIA, ao invés de o transportar na sua roupa interior para dentro de um avião norte-americano, como estaria planeado.
De acordo com a BBC, o agente duplo teria sido recrutado pelos serviços de inteligência da Arábia Saudita, que o enviaram para o Iémen com o intuito de se infiltrar na Al-Qaeda. A sua tarefa era a de convencer a célula daquele grupo terrorista na Península Arábica (AQAP) de que era a pessoa certa para transportar os explosivos e para se fazer explodir nos ares.
A tarefa foi cumprida com sucesso, tanto que o agente, assim que viu na sua posse os referidos engenhos, não perdeu tempo a entregá-los às autoridades sauditas e, posteriormente, aos Serviços de Informação do governo norte-americano.
A operação foi confirmada à Associated Press por oficiais dos EUA e do Iémen que estavam a par da missão, mas que falaram em condições de anonimato por não estarem autorizados a discuti-la publicamente.
O FBI ainda está a analisar o engenho, que descreve como uma versão melhorada daquele que a mesma célula da Al-Qaeda no Iémen falhou em detonar num avião de Detroit, no dia de Natal de 2009.
Trata-se de um pequeno e sofisticado dispositivo não metálico adaptado à roupa interior de quem o deve transportar, que poderia passar despercebido aos detectores existentes nos aeroportos.
Depois do sucesso do desmantelamento da operação, o Pentágono apressou-se a enviar militares treinados para o Iémen com o objectivo de ajudar no combate àquela célula terrorista da Al-Qaeda.
Segundo o New York Times, o agente duplo envolvido no caso já se encontra em segurança na Arábia Saudita.

SOL