Aeronave embateu em zona montanhosa
Jacarta: Queda de avião russo fez 47 mortos


Foram encontrados os corpos de alguns ocupantes do avião que desapareceu na quarta-feira quando sobrevoava Jacarta, Indonésia.

De acordo com as agências noticiosas internacionais, o Superjet 100, a bordo do qual seguiam 47 pessoas, embateu numa zona montanhosa, não existindo, para já, qualquer sinal de sobreviventes.

Os socorristas indonésios indicaram esta quinta-feira que chegaram aos destroços da aeronave do fabricante russo Sukhoi, mas que apenas encontraram "cadáveres".

"Chegámos ao local. Encontrámos cadáveres mas não estamos em condições de dar números", declarou à imprensa o porta-voz da agência das operações de socorro indonésia, Gagah Prakosso.

"Não há sobreviventes. Não encontrámos qualquer sobrevivente. A retirada dos cadáveres deverá ter lugar amanhã [sexta-feira]", adiantou.

De acordo com o porta-voz, "o avião embateu num dos lados da montanha a alta velocidade”.

“Imaginem o resultado. O avião está completamente destruído", referiu.

Os destroços do Superjet 100, que participava num voo de demonstração para compradores e jornalistas, tinham sido avistados esta manhã na região montanhosa no sul de Jacarta.

O avião foi descoberto por um helicóptero a cerca de 1.800 metros de altitude, perto de Cijeruk, na região do Monte Salak, precisaram as autoridades.

O Superjet 100 transportava 47 pessoas, a maioria indonésios, mas também oito russos, um francês e um norte-americano, segundo o agente indonésio da Sukhoi, Trimarga Rekatama.


C.da Manha