Sede da Junta de Sobrosa
Explosão para roubar multibanco dá prejuízo de 50 mil euros


A tentativa de assalto a uma caixa multibanco instalada na sede da Junta de Sobrosa, Paredes, provocou nesta quinta-feira prejuízos superiores a 50 mil euros, disse à Lusa o presidente da autarquia.

Segundo André Santos, na tentativa de assalto, realizada cerca das 05h00, terá sido usada uma garrafa de gás que provocou uma violenta explosão.

O rebentamento, ouvido a algumas centenas de metros, destruiu parcialmente as paredes do edifício e diverso equipamento da autarquia, mas não danificou a caixa multibanco, que permaneceu intacta no seu lugar.

A botija de gás alegadamente usada no assalto foi encontrada no cemitério da localidade, situado nas proximidades da sede da junta.

Os prejuízos afectaram várias salas do edifício, incluindo o gabinete do presidente, e o telhado. Mobiliário e equipamento informático também ficaram danificados, cenário agravado pela inundação provocada pelo rebentamento das canalizações.

"A nossa junta está inoperacional. Não tenho palavra para descrever isto", disse o autarca, acrescentando que até o posto dos CTT, instalado na sede da junta, teve de ser encerrado.

André Santos revelou que as instalações estão cobertas pelo seguro e que vão ser feitas obras para repor a normalidade.

Segundo o autarca, a GNR chegou ao local poucos minutos após ter sido accionado o alarme, mas os assaltantes já tinham fugido.

"Segundo me disseram, este trabalho foi feito por amadores", contou à Agência Lusa.

A PJ esteve no local a recolher elementos para a investigação.


C.da Manha