Senador quer investigar acusações da Mozilla à Microsoft

Um senador norte-americano quer investigar as acusações da Mozilla à Microsoft relacionadas com o possível bloqueio da versão do Window 8 para tablets
A informação é avançada pelo blogue norte-americano The Hill, especializado em política, que cita fontes do gabinete do senador Herb Kohl, o presidente do Subcomité para a Concorrência e Direitos do Consumidor do Senado dos EUA.
Em causa estão as alegações feitas na semana passada por responsáveis da Mozilla, a criadora do Firefox, de que a versão para tablets do Windows 8, a futura geração do sistema operativo da Microsoft, irá estar fechada aos browsers rivais do Internet Explorer.
Este bloqueio é feito através da integração de APIs (application programming interfaces) essenciais para que os browsers corram na versão do Windows 8 para tablets, que a Microsoft não está a disponibilizar aos navegadores rivais, acusa a Mozilla.
As acusações foram feitas numa mensagem publicada num dos blogues oficiais da Mozilla por Harvey Anderson, chief counsel da Mozilla, que considerou a prática da Microsoft como anti-concorrencial.
De acordo com o portal Computerworld, também a Google, que desenvolveu o browser Chrome, já se demonstrou preocupada com a situação.
Citado pelo portal Harvey Anderson revela contudo que não pretende avançar para os meios judiciais para resolver o assunto, ao afirmar que «achamos que a maneira de resolver isto é através de uma discussão crítica e da transparência sobre as matérias em vez de seguir para acções legais».


SOL