O designer russo Slavche Tanevsky propôs um novo modelo para a Lamborghini: o Ankonian, que nas suas palavras promete fundamentar-se em sustentabilidade e design.

Estamos prestes a assistir ao nascimento de mais uma máquina Lamborghini. Depois da apresentação do conceito do Lamborghini Madura, surgiu recentemente o novo e fascinante Lamborghini Ankonian inspirado no modelo Reventon. O designer russo responsável pelo conceito, Slavche Tanevsky, diz que o nome deriva de uma raça de touros conhecida devido ao seu pêlo negro.

O Ankonian pretende basear-se em preocupações ecológicas e de sustentabilidade, o que pode parecer paradoxal. Possui LEDs incorporados na carroçaria e mais algumas soluções tecnológicas de topo, a que se junta uma diminuição propositada do tamanho, e as preocupações ficam-se por aqui. Não está prevista a incorporação de nenhuma tecnologia híbrida não poluente ou economizadora, que se saiba.

Estratégias comerciais à parte, um Lamborghini será sempre um Lamborghini e esta besta negra nada mais pode prometer do que potência e velocidade. Restam duas questões: será que o conceito será materializado? E se sim, apenas serão produzidas 20 unidades ao preço astronómico de 1,5 milhão de dólares cada, como no último caso?