1. #1
    Avatar de mjtc
    Registo
    Feb 2010
    Posts
    9.258

    Padrão Áerea 51 - A Base Secreta Mais Conhecida do Mundo!

    A Aérea 51 inspira pensamentos de conspirações do governo, aeronaves secretas e tecnologias extraterrestres.

    Factos, mitos e lendas caminham juntos de tal forma que se tornou difícil separar a realidade da ficção.

    Várias perguntas foram feitas acerca da natureza da base secreta mais famosa do mundo!

    O que exactamente acontece nessa instalação?

    Porque motivos o governo reconheceu e negou alternativamente a sua existência até a década de 90?

    Qual o motivo do espaço aéreo da base ser tão restrito que mesmo aeronaves militares são proibidas de voar?

    E o que ela tem a ver com Roswell, no Novo México?
    Última edição por mjtc; 20-02-2018 às 20:57.

  2. #2
    Avatar de mjtc
    Registo
    Feb 2010
    Posts
    9.258

    Padrão História da Base Aérea 51!

    Durante a II Guerra Mundial, a Army Air Corps (precursora da moderna Força Aérea Americana) construiu muitas pistas no Nevada, incluindo duas pequenas pistas no Lago Groom (Groom Lake). Os locais foram baptizados de Escola de Artilharia da Unidade Aérea do Exército. Após a década de 40, as pistas foram abandonadas.

    No início da década de 50, a CIA firmou uma parceria com a empresa Lockheed para desenvolver aeronaves que voassem em altitude elevada para uso em missões de vigilância. Kelly Johnson, da Lockheed, liderou o projecto. Ele criou um departamento de engenheiros e pilotos de teste que posteriormente recebeu o nome de Skunk Works. O departamento Skunk Works ficou famoso por ser altamente sigiloso e pela busca quase fanática de seus objectivos.

    A CIA e Johnson sabiam que o sigilo era fundamental para o sucesso e assim, Johnson precisou encontrar um local para desenvolver e testar a aeronave secreta. Ele queria um local que fosse remoto o suficiente para evitar chamar a atenção, porém próximo o bastante de uma cidade grande para que a operação de suprimento da instalação não fosse uma tarefa monumental. O local precisaria ser facilmente acessível por meio de aeronaves e afastado das rotas de voo comerciais e militares. O local também precisaria ser espaçoso para abrigar um grande efectivo de funcionários civis e militares.

    Em 1955, ele viajou para o Estado do Nevada com o piloto de testes, Tony LeVier, e o representante da CIA, Osmond Ritland, para encontrar um bom local para ser usado como base de operações para os voos de teste. Ritland havia treinado na Escola de Artilharia e contou a Johnson sobre ela. Johnson decidiu que o local era ideal para as operações.

    Quatro meses depois, as equipas concluíram a construção inicial. Voos de teste do U-2 começaram e o Presidente Eisenhower assinou um decreto presidencial restringindo o espaço aéreo sobre o Lago Groom. A CIA, a Comissão de Energia Atómica e a Lockheed supervisionavam as operações da base. Futuramente, o controle da base passaria ao Departamento de Energia e à Força Aérea Americana.

    A famosa secreta Base Aérea 51, no Nevada (E.U.A.)

    Um leito do lago seco chamado Lago Groom (Groom Lake) faz fronteira com a base. A oeste está o NTS. A cidade mais próxima é Rachel, no Nevada, que está situada a 40 km da base. A própria base ocupa somente uma fracção de sua área de mais de 27 mil hectares. A base é constituída por um hangar, uma portaria, algumas antenas de radar, algumas instalações para hospedagem, uma confusa entrada, escritórios, pistas e abrigos. Os abrigos são prédios projectados para que as aeronaves possam se mover rapidamente sob a cobertura quando os satélites passam acima delas.

    Foto de satélite da Área 51 com o lago
    Groom Lake acima.

    Alguns alegam que o que pode ser visto na superfície é somente uma pequena parte da verdadeira instalação. Eles acreditam que os prédios da superfície se assentam sobre o topo de uma base subterrânea em forma de labirinto. Alguns declaram que a instalação subterrânea tem até 40 níveis que são ligados via subterrâneos a outros locais em Los Alamos, White Sands e Los Angeles. Os cépticos são rápidos em apontar que um projecto de construção tão imenso precisaria de uma força de trabalho enorme, exigiria a remoção de toneladas de terra que precisariam ir para algum lugar e haveria necessidade de uma grande quantidade de materiais de construção. Portanto, duvidam da grandiosidade da base.

    Então, o que se passa nessa base? De acordo com a Força Aérea Americana, a base destina-se a testar tecnologias e o treino de sistemas para operações críticas com a finalidade de testar a eficácia das forças militares dos E.U.A. e para a segurança do país. Todas as especificações quanto à instalação e os projectos em andamento são confidenciais. O que se sabe é que a Força Aérea, a CIA e Lockheed usaram a base como um palco para voos de teste de aeronaves secretas e experimentais, também conhecidas como aeronaves pretas. A base serviu como a instalação de desenvolvimento e teste para a tecnologia de ponta de aeronaves a partir do avião espião U-2 até ao caça invisível F-117A.

    As fronteiras da Área 51 não são cercadas, mas são marcadas com mastros cor de laranja e placas de aviso. As placas informam que tirar fotografias não é permitido e que ultrapassar a propriedade resulta em multa. As placas também sinalizam essa sóbria nota: a segurança está autorizada a usar força letal contra as pessoas que insistirem em ultrapassar os limites. Rumores circulam entre os teóricos da conspiração sobre quantas vítimas morreram como resultado de andarem ao redor da Área 51, porém, a maioria acredita que as pessoas que infringem essa regra são tratadas de maneira bem menos violenta.

    Uma das entradas da Área 51.

    A base é vigiada por homens que aparentam não ser militares mas patrulham o perímetro, dirigindo veículo de tracção as quatro rodas. Esses guardas provavelmente são civis contratados. Supostamente, as suas instruções são evitar contactos com intrusos, se possível, e agir meramente como observadores e dissuadores. Se alguém parecer suspeito, os guardas ligam para o xerife local. Consta-se que estes guardas apreende qualquer filme ou outro dispositivo de gravação e intimidam as testemunhas. Por vezes, os helicópteros dão apoio, existindo rumores de que os pilotos de helicóptero ocasionalmente usam tácticas ilegais como sobrevoar bem baixo sobre os invasores para intimidá-los.

    Outras medidas de segurança incluem sensores enterrados ao redor do perímetro da base. Esses sensores detectam movimento e alguns acreditam que eles podem até distinguir um animal de um ser humano. Como a Área 51 é efectivamente uma área de preservação de vida selvagem, era importante criar dispositivos de aviso que não pudessem ser facilmente enganados por um animal de passagem. Uma teoria sustentada pelos observadores é que os sensores podem detectar o odor da criatura que está passando (os sensores detectam uma assinatura de amónia). Chuck Clark, um morador de Rachel, descobriu vários sensores, e a certo ponto, a Força Aérea acusou-o de interferir com dispositivos de sinais e ordenou que ele devolvesse um sensor que estava faltando ou pagava uma multa. Clark aparentemente cumpriu a ordem.

    Durante décadas, a base permaneceu oculta de quase todos, mas
    em 1988 um satélite soviético fotografou a base. Várias agências
    e imprensas adquiriram as fotos e as publicaram, tornando a Aérea 51,
    a base secreta mais conhecida do mundo.
    Última edição por mjtc; 20-02-2018 às 20:59.

  3. #3
    Avatar de mjtc
    Registo
    Feb 2010
    Posts
    9.258

    Padrão Origem do Nome da Base!

    A Área 51 é conhecida por muitos nomes. Existem muitas teorias sobre como a Área 51 recebeu esse nome. A mais popular é que a instalação faz fronteira com o Local de Teste de Nevada (NTS, Nevada Test Site). A AEC usou o NTS como base de teste para bombas nucleares. O NTS é mapeado como uma tela quadriculada que é numerada de 1 a 30. A Área 51, apesar de não fazer parte dessa tela, faz fronteira com a Área 15. Muitos dizem que o local recebeu o nome de Área 51 devido à transposição dos números 1 e 5 de sua vizinha. Outra teoria popular é que o número 51 foi escolhido porque ele não seria usado como parte do sistema do NTS no futuro (no caso do NTS se expandir). Kelly Johnson, responsável pela construção da instalação, baptizou-a como o nome de Rancho Paraíso. Outros nomes surgiram para a base: O Rancho, Faixa de Watertown, Caixa, Quadrado Vermelho, Fazenda, Lago Groom (Groom Lake), Terra dos Sonhos (Dreamland), além do romântico nomo de Centro de Testes de Voo da Força Aérea, Destacamento 3. O primeiro uso documentado do nome Área 51 vem de um filme feito pela empresa Lockheed Martin. Também existem documentos não confidenciais das décadas de 60 e 70 que se referem a uma instalação chamada Área 51. Actualmente, os oficiais se referem à instalação como um local de operações próximo do Lago Groom quando falam ao público: todos os nomes oficiais para o local parecem ser confidenciais.
    Última edição por mjtc; 20-02-2018 às 20:59.

  4. #4
    Avatar de mjtc
    Registo
    Feb 2010
    Posts
    9.258

    Padrão Aeronaves da Áerea 51!

    A Área 51 tem seu próprio projecto de aeronaves secretas. O propósito original da Área 51 era ser uma instalação de testes para o avião espião U-2 de Lockheed. Mas em breve, surgiram novas aeronaves.

    O avião espião U-2 é um projecto confirmado da Área 51. A Lockheed trabalhou com a CIA para desenvolver um avião que pudesse voar a uma altitude elevada e espiar outras nações. O U-2 poderia voar a altitudes de 21.280 metros e foi eficaz em missões de reconhecimento por muitos anos. Durante o desenvolvimento do U-2, a CIA e a Lockheed perceberam que precisariam logo de mais aeronaves avançadas porque a tecnologia de mísseis da União Soviética estava a desenvolver rapidamente. Em 1960, a União Soviética abateu um U-2, confirmando essa preocupação.

    Os engenheiros projectaram um avião chamado Suntan para ser o sucessor do U-2. Este avião poderia voar a velocidades até mach 2.5 (quase 3200 km/h). O Suntan usava hidrogénio líquido como combustível, o que representou seu declínio final. Os engenheiros decidiram que seria muito caro criar uma infra-estrutura de combustível para suportar os voos do Suntan, e o governo cancelou o projecto.

    O A-12, que posteriormente ficou conhecido como o Lockheed SR-71 Blackbird, tornou-se o actual sucessor do U-2. O A-12 era um modelo protótipo que gradualmente evoluiu para o SR-71. Esses aviões poderiam voar até mach 3 (3700 km/h) e poderiam alcançar altitudes de 27.360 km.

    O Tacit Blue e o Have Blue foram as primeiras tentativas bem sucedidas de criar uma aeronave invisível.

    O Tacit Blue tinha um formato estranho, parecido com uma baleia,
    o que inspirou os observadores a chamá-lo de "Shamu". Ele foi projectado
    para voar baixo sobre operações de campo como um veículo de reconhecimento.

    O Have Blue foi um protótipo para o caça invisível F117-A. O Have Blue chegou
    pela primeira vez na Área 51 em 1977. O caça invisível permanece como um
    segredo até a Força Aérea oficialmente revelá-lo ao público, em 1990.

    O Bird of Prey recebeu esse nome de uma categoria
    de naves da série "Guerra das Estrelas". O avião é
    um bombardeiro com tecnologia invisível. O projecto
    parece muito estranho e algumas pessoas dizem que
    ele é muito instável em velocidades baixas devido ao
    estranho desenho da asa.

    Um possível projecto da Área 51, o TR3A Black Manta, poderia ser
    um potencial sucessor do caça invisível, ou ele pode ser um dos
    muitos tipos de veículos aéreos não tripulados (UAVs).

    Actualmente, existe muito interesse nos UAVs
    porque eles fornecem aos militares os métodos
    de reunir informações sem colocar em risco as
    vidas de pilotos e soldados.

    O Aurora é outro projecto que foi associado à Área 51. Hoje acredita-se que esse projecto
    foi cancelado, e que o Aurora foi supostamente uma substituição para o SR-71. Ele seria
    um jacto de reconhecimento hipersónico capaz de atingir velocidades até 7406 km/h.
    O projecto pode ter falhado completamente, ou pode ser que o Aurora seja outro tipo de
    UAV e não um jacto.

    Outro projecto na Área 51, é o Brilliant Buzzard ou Mothership.
    Segundo rumores, esse enorme jacto transportaria um veículo
    menor, talvez um UAV. O veículo menor é projectado para ser
    lançado do jacto durante o voo.

    As aeronaves soviéticas também tiveram uma ampla participação na Área 51. Esses aviões vieram da União Soviética e foram capturados ou adquiridos de outra forma. A Força Aérea e a CIA usaram essas aeronaves em exercícios de treino e jogos de guerra. O uso de aviões soviéticos no espaço aéreo da Área 51 inspirou seu apelido de "Quadrado Vermelho".

    O MiG-21 é uma das várias aeronaves soviéticas alegadamente
    testadas na Área 51.

    Quais os novos projectos que poderiam estar em andamento na Área 51 actualmente?

    Além do foco continuado sobre a tecnologia dos UAVs, teóricos de projectos secretos sugerem algumas possibilidades. Uma delas seria um avião de transporte com tecnologia de invisibilidade aos radares desenvolvido para mover tropas para dentro e para fora de áreas de conflito sem serem detectados. Muitos vêem a necessidade de um veículo com recursos de descolagem e aterragem (VTOL) verticais com o recurso da invisibilidade aos radares.

    O V-22 Osprey tem esse recurso, mas críticos afirmam
    que o veículo não é eficaz para objectivos militares.

    Outro provável projecto de pesquisa é um helicóptero invisível. Apesar de algumas pessoas afirmarem que os helicópteros invisíveis já existam e estejam em uso, eles não foram revelados ao público.

    Alguns teóricos vêem a necessidade de um avião invisível que seja desenvolvido especificamente para neutralizar alvos no solo. Até hoje, a maioria das aeronaves invisíveis são veículos de vigilância ou veículos projectados para combate no ar. Também há a necessidade de aviões que possam se deslocar rapidamente para qualquer local no mundo no menor tempo possível. Projectos como o comentado avião Aurora e outros veículos hipersónicos se encaixam nessa categoria. Outros rumores dão conta de projectos de pesquisa que variam desde tecnologia de camuflagem, feixes de protões, até dispositivos anti-gravidade.
    Última edição por mjtc; 20-02-2018 às 21:00.

  5. #5
    Avatar de mjtc
    Registo
    Feb 2010
    Posts
    9.258

    Padrão Área 51/Alienígenas!

    Mas a base aérea 51 tornou-se célebre não pelas suas aeronaves secretas, mas pelo contacto com supostas civilizações extraterrestres. Circulam rumores de que uma nave extraterrestre despenhou-se em Roswell, no Novo México (E.U.A.), tendo o governo enviado os escombros e corpos dos extraterrestres para a Área 51 para exames e estudo. Também consta-se que a base possui instalações com vários níveis subterrâneos e túneis que a ligam a outros locais secretos, e que ela contém depósitos cheios de tecnologia alienígena e até mesmo espécies alienígenas. Alguns teorizam que os alienígenas são de facto, os que estão no comando e que seu real objectivo é criar um híbrido de ser humano/alienígena (os alienígenas parecem ter perdido a capacidade de se reproduzirem). As histórias escalam os alienígenas para papéis que vão desde visitantes benevolentes a soberanos do mal que subsistem de uma pasta feita de pedaços humanos espremidos. Representantes da Força Aérea Americana negaram publicamente que alienígenas tivessem alguma coisa a ver com a Área 51, mas isso parece ter somente intensificado as sugestões mais delirantes dos teóricos de conspiração.
    Última edição por mjtc; 20-02-2018 às 21:01.

  6. #6
    Avatar de mjtc
    Registo
    Feb 2010
    Posts
    9.258

    Padrão Engenharia Reversa na Área 51!

    Em 1987, um homem chamado Robert Lazar chocou o mundo quando apareceu na televisão, declarando que tinha participado de uma operação que implicava tecnologia alienígena. Robert Lazar disse que o governo possuía pelo menos nove naves alienígenas em forma de disco numa base chamada S-4, que não fica distante do Lago Groom.

    Robert Lazar conhecido por Bob Lazar.

    A EG&G o havia contratado para ajudar a reverter a tecnologia nas naves alienígena para que ela fosse utilizada em veículos militares norte-americanos e na produção de energia. Ele descobriu uma substância espessa e desbotada que chamou de "Elemento 115", que impulsionava a nave alienígena.

    Cépticos investigaram o mais profundamente possível as declarações de Lazar, e muitas delas pareceram ser falsas. Por exemplo, Lazar diz que possui Mestrado em CalTech e MIT, mas não há provas de que ele tenha frequentado algumas dessas universidades. Lazar diz que isso se deve ao facto de o governo estar activamente tentando apagar sua existência para desacreditá-lo. Os cépticos acreditam que Lazar simplesmente está inventando a história toda, e indicam que é uma tarefa monumental apagar a identidade de alguém: seria necessário remover o nome de Lazar de tudo, de documentos oficiais aos anuários escolares. Mesmo assim, as declarações de Lazar inspiraram uma explosão de interesse em OVNIs e na Área 51.

    Uma teoria popular entre os que crêem em Lazar é que muito da tecnologia actual resulta do uso de engenharia reversa de naves alienígenas. Tudo, desde rádios a supercondutores, se encaixaria nessa categoria. Eles argumentam que as pessoas sozinhas não conseguiriam desenvolver essas tecnologias tão rapidamente sem um modelo alienígena. Alguns alegam que os pilotos na Área 51 estão usando tecnologia alienígena contra os próprios alienígenas, abatendo-os para que outras equipas militares possam recolher as peças.
    Última edição por mjtc; 20-02-2018 às 21:01.

  7. #7
    Avatar de mjtc
    Registo
    Feb 2010
    Posts
    9.258

    Padrão Documento Secreto Majestic (MJ-12)

    Uma alegação comum das declarações de Lazar e de outras teorias de entusiastas de ovnis é uma organização secreta conhecida como MJ-12, às vezes chamada de Majestic ou Majuc 12. Esse grupo originalmente incluía uma dezena de indivíduos extremamente poderosos como o Presidente Harry S. Truman, os líderes de organizações como a CIA e poderosos empresários. Muitos documentos considerados pertencentes a esse grupo vieram a público, a maioria deles como descobertas do ufólogo William L. Moore, incluindo papéis que continham assinaturas presidenciais. Os cépticos examinaram detalhadamente esses documentos e revelaram muitos sinais de que eles eram falsos, incluindo provas de que as assinaturas foram copiadas de outros documentos oficiais e coladas nos papéis do MJ-12.

    Os teóricos da conspiração denunciam que os cépticos estão sendo enganados, ou na verdade, são funcionários do governo. Outros teóricos dizem que os documentos do MJ-12 são falsos, mas foram falsificados oficialmente pelo governo para despistar as pessoas.

    As teorias mais extremas sobre extraterrestres na Área 51 declaram que não somente existem alienígenas aqui na Terra, mas que eles estão no comando. Circulam histórias sobre entidades biológicas extraterrestres (EBEs) que forçam o governo a firmar acordos que sempre se revelam ruins para nós. De acordo com eles, o governo concordou em permitir que os alienígenas abduzissem pessoas à vontade, realizassem experiências com cidadãos indefesos e até mesmo moessem as pessoas em uma pasta que é posteriormente besuntada em EBEs como uma fonte de nutrição.

    Outros teóricos dizem que os alienígenas estão aqui para usar seres humanos para criar uma criatura híbrida, e que os próprios alienígenas não são mais capazes de se reproduzir sozinhos. Alguns oferecem esperança com relatórios de disputas entre forças do governo e alienígenas, resultando no retorno de nosso governo ao poder. É claro que quase todas essas teorias sugerem que o governo está agindo de maneira perversa e irresponsável com os cidadãos dos Estados Unidos que são as vítimas finais.

    Na sabedoria dos entusiastas por ovnis, o Hangar 18, é o nome do prédio que hospeda uma nave espacial alienígena capturada e mesmo um ser extraterrestre. O local do Hangar 18 é motivo de debate entre os que acreditam nas teorias. Alguns declararam que o hangar na Área 51 é o Hangar 18.

    Um lugar popular para observar ovnis, na Aérea 51, é a caixa de correio preta na Rodovia Nevada, 375. A caixa de correio pertence a um rancheiro local e se tornou famosa quando Lazar disse que esse era o local para o qual ele levava as pessoas para assistir voos de teste agendados de naves alienígenas. Actualmente, a caixa postal foi pintada de branco e o rancheiro disse muitas vezes que não acreditava que nenhuma das aeronaves que voam no céu sejam alienígenas.

    A famosa caixa de correio preta
    (agora branca).



    Última edição por mjtc; 20-02-2018 às 21:01.

  8. #8
    Avatar de mjtc
    Registo
    Feb 2010
    Posts
    9.258

    Padrão Rachel - A Cidade Mais Perto da Área 51!

    Rachel é uma pequena cidade que tem menos de 100 habitantes. Situa-se no Condado de Lincoln, no Estado do Nevada. Entretanto, a cidade desfruta de modesta celebridade, principalmente entre entusiastas de aviação e ovnis, por ser a habitação mais próxima da base secreta Área 51.

    A cidade fica a cerca de 3 horas de viagem de carro ao norte de Las Vegas, pela Nevada Highway 375, popularmente conhecida como "Rodovia Extraterrestre".

    Higway 375, a Rodovia Extraterrestre, no Nevada.

    A pequena cidade recebe um modesto número de visitantes interessados nas actividades secretas do governo dos EUA. A cidade conta com uma pequena loja de artigos para turistas, um pequeno hotel de 3 salas e um bar com temática alienígena, chamado A'Le'Inn (um trocadilho para Alien).

    A`Le`Inn - O pequeno bar com temática alienigena.

    A cidade tem um posto de gasolina (actualmente fechado; o
    posto de gasolina aberto mais próximo está a 96,6 km de
    distância).

    A pequena população de Rachel ocupa-se basicamente de trabalhos relativos aos seus ranchos. A cidade estabeleceu-se devido à mineração de tungsténio, mas as minas cessaram por volta de 1988. A maioria dos habitantes mora em roulotes ou autocaravanas.

    De acordo com o antigo morador de Rachel, Glenn Campbell, a história documentada da cidade Rachel começa em 22 de Março de 1978. Poucas cidades podem retroceder à sua origem de maneira tão precisa. Campbell destaca que nessa data, empresas de energia instalaram o primeiro fornecimento de electricidade no Vale Sand Springs. Antes dessa solene ocasião, somente alguns poucos fazendeiros destemidos e uma mina ocupavam o vale. Na década de 70, pequenos grupos de pessoas com espírito pioneiro e desejo de viver suas vidas livres de interferência começaram a estabelecer-se no vale. Uma dessas famílias foram os Jones, que ficaram famosos na sua pequena comunidade com o nascimento de Rachel Jones, a primeira criança nascida no vale. A esparsa comunidade percebeu que o nascimento marcou um importante evento na história da cidade, e assim, eles baptizaram a cidade de Rachel. Os Jones não permaneceram no local por muito tempo, e infelizmente, poucos anos depois, Rachel morreu, vítima de uma doença respiratória.

    Rachel é o lar de muitos personagens interessantes, muitos deles têm suas teorias preferidas sobre a Área 51. Alguns trabalham para a Força Aérea. Pat e Joe Travis administram o Little A'Le'Inn e montaram um negócio de venda de camisas e vídeos sobre conspirações do governo e alienígenas. Também, a maioria das pessoas em Rachel afirmam que acreditam que os ovni não passam de sinalizadores, veículos aéreos não tripulados ou aeronaves militares em missões de treino.

    Artigos sobre temática ovni à venda em Rachel, Nevada.

    Glenn Campbell estabeleceu o Centro de Pesquisa da Área 51. Frequentemente ele vai a um local de vigilância que baptizou de Freedom Ridge (Cume da Liberdade), no qual ele pode visualizar a instalação a muitos quilómetros de distância de maneira legal. Campbell escreveu um boletim chamado Desert Rat (Rato do Deserto), que mantém as pessoas actualizadas sobre as actividades na base. Ele fez uma campanha contra o que considerou ser um sigilo excessivo do governo, alegando que o governo estava criando um ambiente de desconfiança junto do público. Também criou um site com links para dezenas de novas histórias e cronologias sobre a base. Apesar de ele não actualizar mais o site, ainda está disponível. Desde então, Campbell desviou o seu foco da base secreta e não mora mais em Rachel.

    Para os moradores de Rachel, estrondos sónicos a meio da noite e luzes brilhantes são eventos normais. Quase todos no vale tiveram de substituir uma janela que ficou partida devido à barreira do som dessas aeronaves ou tem um pedaço de destroço dessas aeronaves. A história da Área 51 inclui várias colisões espectaculares.













    Última edição por mjtc; 20-02-2018 às 21:02.

  9. #9
    Avatar de p.rodrigues
    Registo
    Apr 2007
    Idade
    52
    Posts
    5.433

    Padrão Governo dos EUA admite oficialmente que existe a Area 51

    Aquele que era um dos mitos mais bem guardados dos EUA e sobre o qual recaem inúmeras teorias da conspiração, a Area 51 no estado do Nevada, é assumida pela primeira vez, em documentos oficiais revelados ao público pelo Arquivo de Segurança Nacional da Universidade George Washington.

    Estes documentos militares descrevem a forma como o Governo dos Estados Unidos da América decidiu construir esta base ultra-secreta e qual a sua verdadeira finalidade, testar o avião U-2. São centenas de páginas que contam a história da Area 51 e de que forma é que o exército a tencionava usar para testes e para desenvolver planos de espionagem.

    O que pode desiludir muitos dos adeptos das teorias da conspiração é o facto de nunca se mencionar a existência de programas extraterrestres nem de desenvolvimento de tecnologia alien. A Area 51 nasceu nos anos 50 com objectivos bastante humildes, quando o presidente Eisenhower decidiu em conjunto com o US Army criar um avião que voasse mais alto que todos os até então criados, com uma grande autonomia e que conseguisse fotografas alvos à distância.


    Este avião viria a ser o U-2, um projecto feito entre a Força Aérea dos EUA e a Lockheed. Como o Governo não queria que ninguém soubesse que este avião seria de reconhecimento, começou à procura de uma localização remota e longe de tudo para fazer os testes de voo – foi assim que nasceu a Area 51.

    Esta área remota no deserto do estado do Nevada, numa zona plana coberta de sal conhecida como Groom Lake foi identificada a 12 de Abril de 1955 pelo agenda da CIA
    Richard Bissell, pelo coronel da USAF Osmund Ritland e por Kelly Johnson, responsável da Lockheed.

    Fonte: PCGuia
    Última edição por mjtc; 16-11-2014 às 13:00.

  10. #10
    Avatar de Johny89
    Registo
    Jun 2009
    Idade
    30
    Posts
    683

Tópicos Similares

  1. A companhia aérea mais barata do mundo...
    Por mirror no fórum Arquivos
    Respostas: 1
    Último Post: 10-07-2011, 15:04
  2. Respostas: 0
    Último Post: 24-03-2011, 16:48
  3. Respostas: 0
    Último Post: 24-03-2011, 15:29
  4. Windows 7 : Mais Uma Build Conhecida...
    Por PowerDream® no fórum Arquivos
    Respostas: 0
    Último Post: 06-04-2009, 18:10
  5. Base aérea à venda
    Por cRaZyzMaN no fórum Arquivo
    Respostas: 0
    Último Post: 15-03-2009, 03:12

Tags para este Tópico

Permissões de Postagem

  • Você não pode iniciar novos tópicos
  • Você não pode enviar respostas
  • Você não pode enviar anexos
  • Você não pode editar suas mensagens
  •  

Conectar

Conectar