O secretário-geral da OCDE, Angel Gurría, manifestou hoje, em entrevista a um jornal alemão, o seu apoio à intenção do Banco Central Europeu (BCE) de comprar títulos de dívida de países da zona euro, em dificuldade.«O presidente do BCE, Mario Draghi, deixou clara a forma como o BCE pode atenuar a crise da dívida na zona do euro, ao comprar dívida soberana de países em dificuldade, e eu apoio esta política», afirmou o secretário-geral da Organização dos Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE), em entrevista ao jornal regional alemão Neue Osnabrücker Zeitung.
«A mensagem para o mercado era clara: os especuladores vão perder a sua aposta contra o euro, porque o BCE irá utilizar todos os recursos possíveis», disse Gurría.
A 02 de agosto, o BCE manifestou a vontade de agir, se necessário, com medidas excecionais contra a crise que poderia passar pela compra no mercado de dívida pública.
O BCE «pode envolver-se em transações no mercado de títulos de forma a atingir os seus objetivos», disse Mario Draghi na tentativa de convencer que a sua instituição não vai deixar que as taxas de juros de alguns países - como é o caso de Espanha e Itália - continuem a atingir níveis insuportáveis, ameaçando o seu financiamento.
Angel Gurría também afirmou que os países problemáticos da zona do euro devem continuar as suas reformas para melhorar a competitividade e amealhar poupanças, sendo que «o apoio do BCE chegará a seu tempo», afirmou.
O secretário-geral da OCDE pediu ainda a continuação da Grécia na zona euro, insistindo que Atenas deve ter um compromisso mais consistente para com os países que a apoiam.

Fonte: Lusa/SOL