Avião supersónico X-51A Waverider

O avião não tripulado experimental X-51A Waverider, um aparelho supersónico capaz de sobrevoar o Oceano Pacífico a 5793 quilómetros por hora, foi testado pelo Pentágono num voo considerado "chave" para o desenvolvimento da tecnologia.
Num hangar da Base Edwards da Força Aérea dos EUA, no deserto de Mojave (Califórnia), uma equipa de engenheiros espaciais preparou a aeronave, que pode voar a distância entre Nova Iorque e Londres em menos de uma hora.
O projeto, desenvolvido pela NASA e pela Agência de Investigação de Projetos Avançados de Defesa dos EUA (DARPA), foi testado, quarta-feira, colocando o X-51A Waverider na asa de um antigo bombardeiro B-52. O X-51A Waverider voou à velocidade hipersónica durante 300 segundos para acabar por submergir no Oceano Pacífico.
Fontes do Pentágono não deram qualquer informação sobre o êxito do teste.
Apesar de a nave acabar por se destruir no final do voo, os engenheiros iriam utilizar os registos do voo para o desenvolvimento da tecnologia hipersónica em usos militares.
O teste agora realizado do X-51A foi a terceira experiência de um programa que começou no ano de 2004.
O primeiro Waverider, construído pela Boeing, foi testado em maio de 2010 a 3500 quilómetros por hora durante 143 segundos, antes de uma falha técnica ter obrigado a acabar o teste antes do tempo previsto.

Fonte: Jornal de Notícias