O Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul mandou prender o presidente do Google no Brasil, Fabio José Silva Coelho, porque a empresa não cumpriu a ordem judicial de retirar do YouTube dois vídeos que satirizam um candidato à prefeitura (câmara) do município de Campo Grande .



O tribunal determinou ainda, nesta segunda-feira, a suspensão, durante 24 horas, do YouTube naquele estado brasileiro e a identificação do utilizador que publicou o vídeo, relatam jornais do Brasil.

“Conquanto seja um espaço livre e democrático, o uso indevido da Internet, na esfera eleitoral, deve ser coibido, na medida em que não se trata de território isento de responsabilidade", escreveu o juiz Amaury Kuklinski, citado pela imprensa brasileira.

A multinacional já anunciou que vai recorrer da decisão.

Já há cerca de duas semanas a justiça brasileira tinha ordenado a prisão do director-geral da empresa no país, Luiz Pinto Balthazar, também num caso relacionado com um vídeo no YouTube sobre um outro candidato a prefeito, que o Google se recusou a retirar do site.

tekno