O concurso para entrada de 750 enfermeiros nos quadros do Ministério da Saúde vai ser aberto no início de Outubro, mas pode terminar só em 2014. "Ou o concurso é célere ou vai ser complicado estes enfermeiros estarem no mercado no próximo ano e meio, dois anos, que é o prazo habitual destes concursos", disse ao CM o bastonário da Ordem dos Enfermeiros, Germano Couto, sublinhando: "O ministério tem de criar instrumentos para que o concurso demore seis meses, prazo ajustado às necessidades do País."



O bastonário falava à margem da cerimónia de vinculação à profissão de 800 enfermeiros, em Lisboa, onde compareceu o secretário de Estado da Saúde, Manuel Teixeira, no lugar do ministro Paulo Macedo. O governante disse que, "se os serviços têm necessidades permanentes, devem contratar de forma permanente os profissionais". E defendeu que o País está a formar "o número de enfermeiros necessários" mas tem de fazer um "esforço adicional" para os absorver. "Não podemos desperdiçar recursos, o futuro não nos iria dar perdão".

cm