Sérgio saiu de casa, anteontem à noite, para se divertir na zona de bares da praça do Peixe, em Aveiro, mas já não regressou. Foi encontrado morto, ontem de manhã, na Ria de Aveiro, junto aos cais dos barcos moliceiros, em frente ao Posto de Turismo. A PJ de Aveiro acredita que Sérgio Duarte Martins dos Santos, de 34 anos, terá caído, acidentalmente, no canal principal.



"Quando vi o homem, ao lado do barco, com a cabeça enterrada no lodo e os pés fora de água, fiquei em pânico e corri a pedir ajuda", contou ao Correio da Manhã Alfredo Pereira, funcionário da empresa marítimo-turística Eco Ria. "Eram cerca das 07h30, e ainda não andava ninguém na rua. Eu fiquei a tremer sem saber o que fazer", acrescentou a testemunha.

Sérgio terá caído de cabeça, na água. Pela manhã, os dois amigos que partilhavam apartamento com Sérgio estranharam não o ver. Ainda assim, pensaram que ele já tinha saído para um encontro de ex-colegas do Instituto Superior de Contabilidade e Administração, da Universidade de Aveiro, marcado para ontem de manhã, em Mamarrosa, Oliveira do Bairro. Lá, souberam do que se passava.

Sérgio era natural de Ponte de Lima. Mudou-se ainda jovem para estudar em Aveiro. Abandonou o curso no final do primeiro ano e, actualmente, trabalhava nos cinemas do Centro Comercial Glicínias.

Ontem de manhã, foi também encontrado o cadáver de um emigrante lituano, dentro de um barco no Porto Comercial. Morreu de causas naturais.

cm