Os comandantes dos grupos de operações especiais dos 27 países europeus que formam o grupo Atlas – Portugal é representado pelo GOE – chegam hoje a Lisboa, onde até à próxima quinta-feira vão debater medidas e preparar um exercício de combate ao terrorismo, que irá passar por vários países europeus, incluindo Portugal, já no início do próximo ano.



Os comandantes dos grupos de operações especiais dos 27 países europeus que formam o grupo Atlas – Portugal é representado pelo GOE – chegam hoje a Lisboa, onde até à próxima quinta-feira vão debater medidas e preparar um exercício de combate ao terrorismo, que irá passar por vários países europeus, incluindo Portugal, já no início do próximo ano.

Segundo o CM apurou, comandantes e adjuntos destas polícias de elite vão ficar, durante quatro dias, instalados num hotel de cinco estrelas na linha de Cascais. Têm já agendadas várias reuniões em conjunto, tanto na sede da Unidade Especial de Polícia, em Belas, Sintra, como em Lisboa, e terão como segurança pessoal membros do GOE .

O objectivo da reunião do grupo Atlas, formado em 1996, é a troca de experiências, métodos e exercícios entre as várias unidades. Entre as polícias que vão marcar presença estão, por exemplo, o RAID francês que, em Março deste ano, pôs fim ao pesadelo de Toulouse, depois de Mohamed Merah ter matado sete pessoas – soldados e judeus –, em três ataques diferentes e de se ter barricado durante mais de 30 horas. De Portugal será transmitida a experiência do episódio do BES de Campolide, em 2008.

cm