Quatro homens encapuzados fizeram explodir a caixa multibanco da loja de conveniência de um posto de combustível à entrada do Cartaxo, na madrugada de ontem.




Os autores do crime terão injectado pouco gás na máquina ATM e não conseguiram rebentar o cofre, tendo fugido sem levar qualquer dinheiro.

O grupo apareceu de surpresa na bomba de gasolina da Rede Energia,naEstradaNacional nº3, pelas 04h15, quando a funcionária que estava sozinha de serviçonoposto limpavaalgumas prateleiras.Enquanto um dos assaltantes ficou dentro do carro a fazer vigilância, os outros três cúmplices rebentaram a porta de vidro da entrada e levaram a trabalhadora para o exterior do estabelecimento.

Segundo contou ao Correio da Manhã uma funcionária do posto, os ladrões estiveram dez minutos a tentar injectar um reagente explosivo na máquina, mas a deflagração não foi suficiente para destruir o equipamento.

De seguida, e revoltados por não terem conseguido aceder ao cofre onde estava o dinheiro, os quatro ladrões fugiram para a viatura e arrancaram a grande velocidade para local incerto. A funcionária não se apercebeu do uso de qualquer tipo de arma

Apesar de ter ficado retida enquanto durou o assalto, e bastante assustada,a funcionária do posto, que durante a noite trabalha apenas com a caixa exterior aberta, não foi agredida.

O assalto está a ser investigado pela Polícia Judiciária de Lisboa, que ontem de manhã esteve no local a recolher vestígios que podemserdeterminantesà identificação e captura dos quatro assaltantes.

Ontem à noite a quadrilha ainda continuava a monte.

cm